O Guia Final Do Alentejo

Entre Lisboa e o Algarve, fica o Alentejo, a região mais larga de Portugal. O nome significa “para lá do Tejo”, pois situa-se depois do rio Tejo, abaixo de Lisboa.

Vastos campos com olivais, vinhas e sobreiros solitários, esta é uma imagem que muitas pessoas têm do Alentejo, mas há muito mais para descobrir nesta região amena. A Norte, fazendo fronteira com Espanha, você irá encontrar aldeias no topo da colina com castelos, e a Sul, uma bela linha costeira com praias pacatas.

Se Faro é a porta de entrada para o Algarve, no Alentejo todas as ruas vão dar a Évora. Esta cidade é o coração do Alentejo, um local de Património da Humanidade, onde as ruínas romanas se encontram com igrejas góticas e dólmens megalíticos.

História, praias e vinho delicioso, existem inúmeras razões para visitar o Alentejo. Neste guia, iremos introduzi-lo a esta região impressionante e mostrar-lhe alguns dos melhores sítios para visitar, assim como dicas sobre onde comer e dormir.


Évora: A Capital Do Alentejo

Como capital do Alentejo, Évora é um dos melhores locais para ficar e explorar a região. O seu centro histórico é considerado Património da Humanidade pela UNESCO, e é aqui que irá encontrar o templo romano, assim como outras atrações como a Catedral e a Universidade.

Esta cidade está carregada de igrejas e uma delas, em particular, atrai visitantes devido à sua misteriosa capela óssea – a Igreja de São Francisco.

Nós sugerimos que passe um ou dois dias em Évora, visite os seus monumentos e as suas ruas de calçada de paralelos. Verifique o itinerário de Évora para que não perca nenhuma das atrações principais.

Nota: Se está a viajar sem um carro, existem ligações por comboio daqui até Beja e autocarros que o levarão à maior parte das cidades no Alentejo.



Cidades perto de Évora que merecem uma visita:

  • Montemor-o-Novo – Situado no meio da zona rural do Alentejo, esta cidade despretensiosa, destaca-se pelas suas ruínas de castelo situados no cimo da cidade. Ao longo dos séculos, este foi o local de vários eventos históricos, como a descoberta da rota de Vasco da Gama até à Índia. Ao redor da cidade, você irá encontrar vários monumentos neolíticos.
  • Arraiolos – Esta vila é famosa pelas suas tapeçarias cozidas à mão, que datam desde o século XII. Hoje em dia, existem lojas de carpetes em todo o lado, em Arraiolos, e um pequeno museu dedicado a este ofício. Outras atrações locais incluem o castelo com a sua estrutura única circular, e o Convento dos Lóios, um convento do século XV cheio de decorações de azulejos azuis e brancos.


  • Evoramonte – Situado na estrada entre Évora e Estremoz fica Evoramonte, uma pequena freguesia com 500 residentes. O foco desta região é o seu castelo com a sua torre de pedra cilíndrica. Vale pena vir aqui e apreciar a vista rural e passear pelas ruas de paralelos silenciosas.
  • Estremoz – Estremoz é uma cidade do Alentejo com bastante vida, esta cidade possui uma praça central alinhada com árvores e cafés com esplanadas. Todos os Sábados, esta praça recebe um mercado de vendas tradicional desde frutas até queijos regionais. Esta é também a terra do mármore, e você verá isto em quase toda a parte, desde bancos das paragens de autocarros até às fachadas das igrejas da cidade, e à guarda do castelo. Parte do castelo é agora um hotel, mas os visitantes são ainda convidados a entrar dentro deste e a explorar o seu interior.
  • Monsaraz – Fechado por paredes medievais, esta freguesia fica na beira do Lago do Alqueva. Os visitantes vêm aqui para ver o seu castelo medieval, que proporciona vistas incríveis sobre o lago e as oliveiras das redondezas. Vale a pena tirar algum tempo e explorar as ruas estreitas e visitar a Igreja Nossa Senhora da Lagoa. Nas redondezas, ficam várias vinhas, oferecendo visitas, e uma praia de rio e um observatório, onde pode observar as estrelas.
  • Vila Viçosa – Assim como Estremoz, a Vila Viçosa é uma vila maravilhosa do Alentejo. As suas principais atrações são o Paço Ducal, um palácio do século XVI com uma impressionante fachada em mármore. Por algum tempo, esta foi a casa do Duque de Bragança, a última família nobre em Portugal. Hoje em dia, o palácio é aberto a visitantes e inclui várias secções, desde um museu da carruagem até uma sala de armamento. O castelo de Vila Viçosa também se destaca pelas suas torres circulares. Dentro existem dois museus – o Museu da Arqueologia e o Museu da Caça.
  • São Pedro do Corval – Situado a 5km de Monsaraz, esta pequena freguesia tem uma comunidade ativa de oleiros. Existem várias lojas de cerâmica nesta área, onde você pode observar os artistas a trabalhar, ou comprar uma lembrança, como panelas, pratos, ou azulejos decorativos.



Alto Alentejo: castelos e cidades no topo da colina

Montanhas costumam ser a última coisa que as pessoas imaginam quando pensam no Alentejo, mas, mais a Norte do que Évora é onde elas se encontram. A região do Alto Alentejo possui aldeias no topo das Colinas com castelos que proporcionam vistas incríveis sobre as montanhas de São Mamede e a fronteira com Espanha.

Portalegre é o centro desta secção Norte. Esta cidade pequena oferece locais a visitar muito interessantes, como o castelo e o museu de tapeçaria. Os têxteis são uma grande tradição no Alentejo, especialmente na vila de Arraiolos, contudo, Portalegre deu-lhes uma viragem moderna. Ao longo dos anos, vários artistas têm trabalhado com a fábrica para criar uma versão de tapeçaria da sua arte. Inspirada pela sua colaboração, a cidade decidiu criar um museu, onde os visitantes podem admirar de perto estas peças bem elaboradas.


Cidades dignas de se visitar no Alto Alentejo:

  • Marvão – Localizado no Norte do Alentejo, o Marvão sobressai-se num penhasco rochoso no meio do Parque Natural de São Mamede. Com a sua vila fortificada, existe um conjunto de casas, cafés ao ar livre e um castelo com uma vista espetacular, a partir das muralhas para a montanha. É merecedor de uma visita no verão quando a cidade organiza um concerto de música clássica dentro do castelo.
  • Castelo de Vide – Rodeado de montanhas exuberantes, esta pequena vila realça-se devido ao seu castelo que se eleva sobre um labirinto de casas pintadas de branco. Antigamente, o Castelo de Vide tinha uma comunidade de judeus, e os seus traços ainda são visíveis no antigo bairro judeu. Outras atrações incluem a Fonte da Vila e uma igreja barroca localizada na Praça de Dom Pedro V.
  • Elvas – Localizado lado a lado com Espanha, Elvas é famosa pela sua série de muralhas fortificadas, que venceram o título de Património da Humanidade em 2012. Por décadas, que estas fortalezas em forma de estrela protegeram Elvas contra as numerosas batalhas, tendo também servido como base militar. Além da fortaleza, existe um castelo medieval, alguns museus e uma bela catedral.



Baixo Alentejo: descobertas arqueológicas e vilas isoladas

Perto do Algarve, fica a secção Sul do Alentejo, uma região pontuada por vilas pintadas de branco e por campos de trigo.

Beja é a cidade principal do Baixo Alentejo. Tal como Évora, também possui ruínas dos romanos, contudo, recebe apenas uma fração dos visitantes, deixando para si bastante espaço para explorar as ruas por si próprio.

A maior parte das atrações em Beja ficam, exatamente, no centro, tais como: o castelo e o Museu Regional, feito em forma de convento. Um pouco mais longe, você pode visitar o parque da cidade e as ruínas romanas de Pisões.



Cidades dignas de se visitar no Baixo Alentejo:

  • Mértola – Empoleirada numa colina sobre o rio Guadiana, Mértola é uma vila que proporciona as mais belas paisagens, no Alentejo. As suas ruas medievais possuem uma impressionante coleção de museus que demonstram ruínas dos romanos e uma residência islâmica. Para observar as melhores paisagens do rio e da vila, suba o castelo.
  • Serpa – Serpa é uma pequena cidade com casas brancas e uma atmosfera pacata. Acima de tudo, ficam os castelos que proporcionam belas vistas sobre os arredores rurais. Serpa é famosa pelo seu Requeijão, que pode ser comprado nas suas variadas queijarias. A cidade também tem um museu do relógio e uma pequena galeria que abriu em 2019


Alentejo Litoral: praias e percursos de caminhada

É aqui que o Alentejo se encontra com o oceano, com uma costa selvagem composta por falésias, e praias longas arenosas que se estendem de Troia até Odemira.

As praias do Alentejo estão entre as melhores do país, e, mesmo assim, permanecem inexploradas pelos visitantes. Até no pico do verão, você consegue encontrar um bocado pacato de areia para relaxar. Algumas das melhores praias da área incluem: a Praia da Comporta, a Praia do Malhão, a Praia do Almograve e a Praia da Samoqueira.

Ao longo da costa, existem dois reservatórios e um parque natural famoso pelos seus percursos de caminhada. Existe o Reservatório do Sado, perto de Troia, um ponto de encontro para golfinhos. Mais abaixo, ficam as Lagoas de Santo André, as suas zonas húmidas fornecem o local perfeito para observação de pássaros e canoagem. Existe também a Costa Vicentina, com uma linha de costa áspera que fica entre o Alentejo e o Algarve. As suas praias atraem multidões de surfistas, e as suas altas falésias proporcionam muitas oportunidades para belos passeios.



Locais dignos de serem visitados no Alentejo Litoral:

  • Troia – Situado no meio do Estuário do Sado e do Oceano Atlântico, esta península arenosa irá atrai-lo com as suas praias antigas e os seus luxuosos hotéis. Existem bastantes opções de entretenimento nesta área, incluindo um casino e um campo de golfe. Troia é também um ponto de encontro para golfinhos, e vale a pena ingressar numa viagem de barco para os observar de perto. Você pode conduzir até aqui a partir de Comporta, ou vir de barco de passagem a partir de Setúbal.
  • Comporta – Algumas milhas a Sul de Troia, fica esta impressionante freguesia costal. A maior parte das pessoas vem até aqui pela praia e para apreciar uma refeição de comida marítima num dos restaurantes locais. Também é possível aprender lições de equitação ou visitar as vinhas da Herdade da Comporta.
  • Álcacer do Sal – Situado nas margens do rio Sado, Álcacer do Sal é uma velha cidade de pescadores rodeada de arrozais. Existem alguns locais históricos nesta região, incluindo um museu arqueológico e um castelo mouro, que serve de hotel desde 1998.
  • Vila Nova de Milfontes – A Vila Nova de Milfontes é uma das várias freguesias localizadas ao longo da Costa Vicentina, uma linha costeira carregada de praias e de numerosos percursos de caminhada. Existem três praias perto do centro, algumas destas em frente ao oceano e ao rio Mira, que passa por aqui. Mais longe, existem várias praias, incluindo uma, em particular, situada numa ilha que pode ser acedida através de barco. Para além de nadar, você pode ingressar numa aula de surf, ou alugar um caiaque para navegar ao longo do rio.


O clima do Alentejo

O clima do Alentejo tem tendência a ser muito quente e seco, comparado ao de outras regiões de Portugal. No verão, as temperaturas podem atingir os 37ºC, especialmente no Sul. A melhor altura para visitar o Alentejo é durante a primavera, entre os meses de março e junho, ou em inícios de setembro, quando começa o tempo começa a arrefecer.


Quanto tempo deve ficar no Alentejo

Você deve ficar pelo menos um dia para explorar Évora, e depois viajar pela região. Uma semana é suficiente para ver a maior parte das localizações principais como: Estremoz, Mértola, Marvão e Monsaraz. Com alguns dias extra, você pode também passar algum tempo na praia. Se quiser ficar perto da costa, porém, é mais fácil ir até Lisboa. Claro que pode sempre criar o seu próprio itinerário do Alentejo, talvez passe uma semana a tomar banhos de sol, ou talvez prefira caminhar ao longo das montanhas no Norte, ou pode sempre fazer ambos.


Gastronomia Alentejana

A gastronomia alentejana oferece várias delícias tradicionais, tais como: porco preto e cação. O pão é também um bem essencial da dieta local e é o ingrediente principal de um prato tradicional, chamado açorda alentejana. Este prato tradicional é famoso em todo o país, mas é, maioritariamente, comido no Alentejo. Para além de pão, este prato tradicional inclui: coentros, alho, azeite e ovos escalfados. Existem várias variedades da açorda, mas a mais popular é a Açorda de Marisco, feita com camarão e outros tipos de marisco.

Quase todos os restaurantes no Alentejo servem, pelo menos, uma refeição de porco. Você comer apenas isso, como uma travessa de Plumas de Porco Preto, ou misturada com amêijoas, no famoso prato tradicional: Carne de Porco à Alentejana. Na zona da costa, a comida marítima apodera-se do menu, com uma oferta de: amêijoas, cracas e ostras.

O queijo regional e o vinho são também dignos de se mencionar. Alguns dos melhores vinhos de Portugal são produzidos no Alentejo, grande parte destes, em Reguengos de Monsaraz e Borba, e o famoso Requeijão de Serpa, o perfeito promotor do pão alentejano.


Vinícolas do Alentejo

Existem vinhas espalhadas por todo o lado em Portugal, e o Alentejo não é exceção. Esta região é famosa pelos seus vinhos tinto encorpados e pelos seus doces vinhos brancos.

As vinícolas alentejanas são, usualmente, parte da Quinta da Herdade. Estas adegas rurais oferecem visitas e sessões de degustação de vinhos, algumas, até fornecem acomodação.

Em Évora, você irá encontrar a sede da Rota dos Vinhos do Alentejo. Aqui você pode realizar degustação de vinhos, arranjar um mapa da rota e visitas agendadas até às vinícolas.

As melhores vinícolas perto de Évora, são: a Adega da Cartuxa, o Monte da Ravesqueira e a Herdade do Esporão. Esta última, também inclui um restaurante sofisticado e um bar de vinhos, onde você pode realizar uma sessão de degustação por si próprio, caso tenha perdido alguma das visitas.


No Norte, a Adega Mayor atrai visitantes com a sua arquitetura única, desenhada pelo arquiteto português Siza Vieira. Aqui você pode realizar um workshop de vinhos e participar na colheita quando a época chegar.

Mais a Sul, a Herdade dos Grous possui um hotel de 5 estrelas localizado entre as vinhas e as oliveiras. Os visitantes podem apreciar uma visita às caves do vinho, assim como uma visita guiada a pé, a cavalo, ou até mesmo a balão de ar quente, ao redor da quinta.



Atividades no Alentejo

Para além da degustação de vinhos, existem muitas outras atividades para o satisfazer, no Alentejo. Ao longo da costa Vicentina, você irá encontrar várias rotas para caminhar ou andar de bicicleta.

As praias juntas ao Oceano Atlântico, proporcionam boas oportunidades para desportos aquáticos como surf e caiaque, sendo as águas das praias dos rios calmas, estas são locais ideais para relaxar ao nadar. Perto do reservatório do Sado, em Comporta, você pode passear a cavalo na areia, com a Cavalos na Areia.

Para aprender mais sobre a herança alentejana, existe um workshop prático, organizado pela Rota dos Compadres que o ensinará uma variedade de habilidades, desde a produção de pão até à pintura de murais.


Melhores Hotéis do Alentejo

Uma das melhores maneiras de explorar o Alentejo é instalando-se em Évora, e depois conduzir à volta da região. Nós sugerimos que fique na Albergaria do Calvário, um hotel gerido por uma família, localizado numa vizinhança calma, perto do centro da cidade. Este hotel possui 22 quartos de hóspedes, um delicioso pequeno-almoço caseiro, e um pátio, onde pode apreciar um copo de vinho à noite. Se trouxer o seu carro, pode estacionar aqui de graça.

Ao viajar pelo Alentejo, você pode decidir passar a noite noutra cidade, ou até uma semana numa região específica. Aqui estão alguns dos melhores hotéis no Alentejo:

  • Convento do Espinheiro, um Hotel e Spa histórico mesmo à saída de Évora, este é um hotel de 5 estrelas situado num convento do século XV. Ele oferece 8 hectares de belos jardins, piscinas interiores e exteriores, campo de ténis, 2 restaurantes, um bar de piano e uma igreja. Os quartos são modernos e luxuosamente mobilados.
  • L´AND Vineyards – Um retiro pacato perto de Montemor-o-Novo, este hotel de 5 estrelas possui um spa, duas piscinas e um restaurante com estrela Michelin. Este moderno edifício branco, proporciona um rígido contraste contra os campos e vinhas que o rodeiam. Você consegue arranjar um curso de vinho aqui, ou marcar uma visita às vinícolas locais.
  • Pousada de Estremoz – Localizada num castelo do século XIV, este hotel destaca-se pela sua alta torre com um curso de vinho. A decoração do seu interior leva-o numa viagem no tempo, com mobília antiga e quadros com molduras douradas a decorar o quarto. Alguns quartos têm camas de dossel, para que você consiga dormir como a realeza. Existe também um restaurante, uma piscina exterior e um pequeno calmo jardim, onde você pode passear.
  • Herdade dos Grous – Alguns quilómetros depois de Beja, você irá encontrar esta zona rural calma, rodeada por um lago artificial. Neste local, você pode passear a cavalo, realizar uma visita de observação de pássaros e aprender tudo sobre agricultura orgânica. Rodeando o hotel, existem plantações de oliveiras e de vinhas que produzem vinhos vencedores de prémios. 
  • Quinta do Barrieiro (perto de Marvão) – A arte e a natureza juntam-se nesta zona rural no meio do Parque Natural de São Mamede. Os visitantes podem ficar numa das casas que possuem entre um a três quartos. Todos eles possuem uma pequena cozinha, uma sala de estar e paisagens de montanha. Para além da casa, existe também uma piscina, um lago natural e um parque de esculturas com peças da artista Maria Leal da Costa.
  • Alentejo Marmoris (Vila Viçosa) – Alguns passos depois de Paço Ducal em Vila Viçosa, fica este hotel luxuoso com a sua decoração em mármore. Todos os quartos possuem uma casa de banho em mármore e alguns deles oferecem um terraço privado. Existe um restaurante na zona que serve refeições sofisticadas, utilizando ingredientes locais. Os visitantes podem também divertir-se nas duas piscinas, ou relaxar no spa que fornece uma variedade de tratamentos, desde massagens com pedras até hidroterapia.
  • Herdade do Amarelo (perto de Vila Nova) – Perto de Vila Nova de Milfontes, fica esta quinta única, criada no século XIX. Existem seis tipos de suites, todas com banheiras quentes e paisagens de montanha. Os visitantes podem seguir os percursos de caminhada através da propriedade, ou apreciar as diversas facilidades, que incluem: um spa e uma piscina de água salgada.


Os Melhores Restaurantes No Alentejo

  • Taberna Típica Quarta Feira (Évora) – Localizada na parte mais antiga de Évora, esta taberna local não possui um menu, por isso você terá que ir com a maré. Pegue numa bebida e espere pela variedade de pratos, que inclui, usualmente, aperitivos, um prato principal e uma sobremesa. Assegure-se de que fez uma reserva antes, e traga algum dinheiro consigo.
  • L´and Vineyards (Montemor) – Localizado nos arredores de Montemor e rodeado de vinhas, este restaurante com estrela Michelin é liderado pelo Chef José Miguel Tapadejo. O menu inclui pratos da terra e do mar, utilizando todos ingredientes locais. Assegure-se de que combina a sua refeição com uma seleção de vinhos curados pelo sommelier da casa. 
  • Venda Azul (Estremoz) – A atmosfera ativa de Venda Azul é suficiente para visitar Estremoz. O restaurante proporciona um menu diário de almoços, contudo, o prato principal daqui é o porco preto. As doses são bastante generosas, por isso, assegure-se de que traz consigo um ou dois amigos para o ajudar. Para terminar, os funcionários vão-lhe oferecer um shot de abafado, ou ginjinha.
  • Mil Homens (Marvão) – Este restaurante gerido por uma família, tem deliciado os seus visitantes desde 1967. Você irá encontrá-lo em Portagem, um pequeno local perto do rio Serpa, a caminho de Marvão. As principais atrações são: a sopa de sarapatel e o ensopado de cordeiro.
  • Molhó Bico (Serpa) – Localizado numa antiga adega, o Molhó Bico serve refeições de cozinha alentejana a quem visita Serpa. O menu inclui Porco Ibérico, ensopado de cordeiro e açorda, um pão típico desta região. 
  • Alento (Vila Nova) fica localizado à saída da estrada em direção à Praia das Fumas, em Vila Nova de Milfontes, aqui encontrará este restaurante construído numa antiga escola primária. O menu é constituído por uma série de pratos inovadores, todos baseados em ingredientes regionais. Grande parte das refeições são preparadas num fogão a lenha e há sempre comida do mar fresca disponível, que você pode ver antes de pedir a sua refeição.
  • Dona Bia (Comporta) – A caminho de Comporta, você pode comer uma refeição neste restaurante local. As especialidades incluem: pratos de arroz, comida do mar e peixe fresco grelhado. As doses são bastante grandes, por isso, assegure-se de que traz um amigo para partilhar.