casa-dos-sonhos-last-remaining-weeks.jpg.png

O que fazer em Mérida, Espanha - itinerário de 1 dia

Fundada em 25 a.C., Mérida possui algumas das mais icónicas ruínas romanas de Espanha. A capital de Extremadura já fez parte de um posto romano conhecido como Emerita Augusta. Ainda se encontram vestígios do império espalhados por esta cidade declarada Património da Humanidade pela UNESCO. Entre eles encontra-se o Teatro Romano, um teatro com mais de 2000 anos que continua funcional.

No verão, a cidade ganha vida com festivais que recriam essas tradições antigas. Para além do teatro, Mérida possui muitas outras relíquias, desde um templo romano a uma alcáçova mourisca até a uma basílica do século XIII.

Um dia é suficiente para ver as principais atrações de Mérida, mas se tiver um pouco mais de tempo, pode também explorar as cidades vizinhas como Badajoz e Cáceres. Abaixo encontra-se o nosso sugerido itinerário, bem como uma lista de restaurantes e festivais imperdíveis.


Pela manhã: Circo Romano

A nossa visita a Mérida começa com o Circo Romano, um dos maiores monumentos da rede romana da cidade. O circo já acolheu até 30.000 pessoas. Durante séculos, foi utilizado como hipódromo, onde se realizavam regularmente corridas de carruagens puxadas por cavalos. Hoje em dia, podem ser vistos os vestígios das arenas e das bancadas. Vale a pena visitar o centro interpretativo mais próximo para saber mais sobre a história deste monumento e Diocles, um corredor de carruagem que começou a sua carreira em Mérida antes de se mudar para Roma. Um bilhete combinado dá-lhe acesso ao circo e a outras atrações.



Teatro Romano

A poucos quilómetros a sul encontra-se a atração mais famosa de Mérida, o Teatro Romano. Estabelecido no século XV a.C., o teatro continua ativo. Anualmente, realizam-se aqui espetáculos, incluindo concertos, peças de teatro e ballet. O destaque é o Festival de Teatro Clássico, que presta homenagem às antigas tradições teatrais da Grécia e de Roma. Os visitantes podem sentar-se nos mesmos bancos de pedra e imaginar como as peças costumavam ser vistas. Entre os destaques do edifício encontram-se as impressionantes colunas coríntias e a entrada central com estátuas de deuses.



Anfiteatro

CAo lado do Teatro Romano encontra-se o Anfiteatro Romano, construído no século VIII a.C. No seu auge, acolheu combates de gladiadores e sentou 14.000 espetadores. O fresco de gladiador e leão exposto no Museu Nacional de Arte Romana, ao lado do Anfiteatro, foi recuperado a partir daqui. Representações de batalhas navais também foram populares, com o palco a ser submerso em água para representar o mar. Após a proibição dos combates de gladiadores, o Antiteatro foi, infelizmente, deixado em ruínas.



Casa Romana del Anfiteatro

Outro lugar que merece ser visitado é a Casa Romana do Anfiteatro, uma antiga casa de campo romano anexada ao anfiteatro. Os quartos estão muito bem conservados, com antigos mosaicos no chão e frescos em exposição. Vestígios dos pátios originais, cozinha e banhos térmicos são também visíveis.



Museu Nacional de Arte Romana

Como o nome sugere, este museu é dedicado à Arte Romana. A coleção espalha-se em três andares, incluindo estátuas, mosaicos, frescos, moedas e cerâmicas. A maioria destes itens foram recolhidos em Mérida e arredores e doados a este museu, inaugurado em 1986. As principais exposições incluem um busto feito com mármore de carrara do Imperador Augusto e pinturas murais do teatro romano. O edifício tem um impressionante exterior em terracota e uma entrada arqueada. Assegure-se de que dispõe de pelo menos uma hora para a sua visita.



Casa do Mitreo

A nossa próxima paragem é a Casa do Mitreo. Estabelecida entre os séculos I e II, esta casa de campo romana pertencia a uma família aristocrática. O nome provém de um templo vizinho dedicado ao culto de Mitra. Os impressionantes mosaicos da casa ainda podem ser vistos hoje, incluindo o mosaico cosmológico, que representa as forças da natureza e a criação do mundo. Um caminho pedestre liga a Casa do Mitreo ao cemitério romano, Os Columbários.



Pela Manhã - Mapa Turístico de Mérida


Pela tarde: Pórtico do Foro

Após o almoço, continue até o Pórtico do Foro. É o único vestígio do Fórum Romano do século I que costumava pertencer ao Império Augusto. Pode ainda capturar as colunas e muros coríntios com estátuas de divindades romanas.



Templo de Diana

A poucos passos do Pórtico, irá deparar-se com o Templo de Diana. Este templo retangular encontra-se num pedestal, com antigas colunas a contrastar com os edifícios modernos à sua volta.



Praça de Espanha

Relaxe na Praça de Espanha, uma das praças centrais da cidade. Há restaurantes à volta com terraços ao ar livre, sendo o local perfeito para desfrutar de uma bebida à tarde. O edifício consiste numa mistura de eras arquitetónicas, desde a Concatedral de Santa María la Mayor do século XIII até ao palácio do século XVI, que é agora casa de um hotel luxuoso. A igreja ocupa o lugar de um antigo templo visigodo. A maioria do edifício foi renovado no século XVII após um estilo neoclássico.



Alcáçova

Ao dirigir-se para a fonte de água, pare para visitar a Alcáçova de Mérida. Esta fortaleza islâmica foi estabelecida no século IX por Abderramão II. Há quem diga que é a primeira alcáçova da região de Al-Andalus. Entre as suas características notáveis encontram-se os vestígios de uma cisterna romana que armazenava a água do rio Guadiana. Vale a pena um passeio ao longo das muralhas para apreciar a vista da Ponte Romana e da margem do rio. Nas proximidades, encontra-se a estátua da Loba Capitolina, uma homenagem às raízes da cidade romana.



Ponte Romana

Depois de visitar a Alcáçova, atravesse a Ponte Romana. Estabelecida no início da fundação da cidade, é uma das pontes mais longas criada pelos romanos, ligando Mérida a Tarragona. A ponte tem 792 metros de comprimento e é constituída por 60 arcos de granitos. Daqui, pode observar a Ponte Lusitânia, uma ponte moderna projetada pelo famoso arquiteto Santiago Calatrava.



Zona Arqueológica de Morería

No final do dia, visite a Zona Arqueológica de Morería. Aqui encontrará as ruínas mouriscas, incluindo as muralhas e o cemitério, mas também algumas ruínas romanas. No centro de visitantes pode ver um mapa da antiga rede de ruas da cidade.



Pela Tarde - Mapa Turístico de Mérida


Outros lugares a visitar em Mérida

  • Arco de Trajano: Estabelecido no século II, este arco atravessa uma das principais ruas romanas da cidade. A estrutura tem 15 metros de altura e é possível ter servido de entrada para um local sagrado. Hoje, alberga um restaurante que serve tapas tradicionais.


  • Aqueduto de Los Milagros: Este aqueduto romano foi utilizado para abastecer água fresca em Mérida. Originalmente tinha 10 quilómetros, ligando a cidade com o Reservatório de Prosérpina, também construído pelos romanos. Cerca de 800 metros continuam intactos. Para além das suas características arquitetónicas, é um ótimo lugar para avistar os ninhos de cegonhas.


  • Cripta de Santa Eulália: Santa Eulália é a santa padroeira de Mérida. Há aqui uma basílica desde o século V, mas a estrutura atual é maioritariamente do século XIII. Por baixo da igreja, há vestígios de edifícios antigos com habitações romanas e uma necrópole cristã primitiva.



Viagens de um dia a partir de Mérida

  • Badajoz: Badajoz fica a cerca de 43 km a oeste de Mérida. A cidade faz fronteira com Portugal ao longo do rio Guadiana. As atrações principais incluem a Praça Alta de listras vermelhas e brancas, a Catedral de São João do século XIII e um castelo mouro que alberga atualmente um museu arqueológico. Para obter as melhores vistas, suba ao topo da Torre de Espantaperros.


  • Cáceres: Cáceres é um dos destinos que se deve visitar em Extremadura. O centro histórico, conhecido como Cidade Monumental, é uma das atrações principais aqui. Muralhas medievais rodeiam esta área cheia de encantadoras praças e mansões nobres como o Palácio de los Golfines Abajo ou o Palácio Episcopal. Mais recentemente, a cidade serviu como palco à série Guerra dos Trenos.


  • Monumento Natural Los Barruecos: A poucos quilómetros a oeste de Cáceres encontra-se esta impressionante paisagem natural. Esta área está repleta de rochas graníticas, formadas pela erosão. Os visitantes podem seguir uma das trilhas e terminar a sua visita ao Museu Vostell Malpartida. Este museu é dedicado ao trabalho do pintor alemão Wolf Vostell,uma figura chave do movimento Fluxus.


  • Mosteiro Real de Santa María de Guadalupe: A cerca de 1h30 de Mérida localiza-se a pequena cidade de Guadalupe. Aqui está o Mosteiro Real de Santa María de Guadalupe, protegido pela UNESCO. A estrutura apresenta uma mistura de estilos arquitetónicos com elementos abrangendo o espaço entre o século XIV até ao século XVIII. Os destaques incluem o retábulo barroco de Giraldo de Merlo e a sacristia adornada com pinturas de Francisco de Zurbarán.



As melhores atividades a fazer com crianças em Mérida

Há muitas atividades a fazer com crianças em Mérida. As famílias podem fazer uma viagem no tempo, visitando as principais atrações da cidade. Passeie pelo anfiteatro romano ou suba à fortaleza mourisca com vista para o rio Guadiana. Quando estiver cansado de fazer turismo, relaxe num dos parques locais como o Parque López de Ayala ou o Parque La Isla. Este último tem campos de futebol e de basquetebol, ciclovias e um parque infantil. Alternativamente, pode atravessar o rio e fazer um piquenique no Parque de las Siete Sillas.



Onde comer em Mérida

Mérida oferece a oportunidade de provar pratos tradicionais de Extremadura. A carne de porco é um dos ingredientes de base. Pode ser utilizada para fazer enchidos ou para sopas e guisados. A proximidade a Portugal influenciou a cozinha local, com pratos como o Bacalhau à Brás. Outro prato popular é o cocido extremeño (guisado de carne de porco com grão de bico). Abaixo encontram-se alguns dos melhores locais para comer em Mérida:

  • Bar Los Segovianos: Aberto desde o pequeno-almoço ao jantar, Segovianos foca-se em pratos sem glúten. Entre os pratos favoritos encontram-se os croquetes e o cochifrito segoviano (leitão frito)


  • Restaurante Rex Numitor: Este restaurante oferece pratos tradicionais com toques modernos, como o gaspacho de cereja. Para sobremesa, não perca o caseiro pistachio mil-folhas.


  • Restaurante De Tripas Corazón: Desfrute da comida ou de um copo de vinho com vista para o Templo de Diana. Experimente as alcachofras e a carrillada (bochechas de porco).


  • Sybarit Gastroshop: Sybarit atrai visitantes com os seus acolhedores terraços de madeira interiores e exteriores. O restaurante é especializado em cozinha mediterrânica e tapas. Possui uma grande variedade de marisco com ingredientes como atum e polvo presentes no menu.



Onde ficar em Mérida

  • Hotel ILUNION Mérida Palace (5 estrelas): Desfrute de uma estadia luxuosa neste hotel de 5 estrelas adornado com um belo interior mouro. Situa-se no coração do centro histórico, estando todas as principais atrações de Mérida a uma curta distância a pé. O hotel dispõe de piscina exterior, ginásio e sauna.


  • Parador de Mérida (4 estrelas): Ocupando um convento do século XVIII, o Parador de Mérida conservou a maior parte das suas características originais. Os hóspedes podem escolher entre quartos duplos e suites. Outras instalações incluem um jardim exterior, uma piscina e um restaurante especializado em cozinha estremenha.


  • Aparthotel Capitolina (3 estrelas): Junto à Praça de Espanha, este aparthotel é ideal para estadias mais longas. Os quartos são equipados com uma kitchenette, mas também se pode jantar no restaurante.



Melhor altura para visitar Mérida

Mérida sofre de temperaturas extremas, com invernos rigorosos e verões a chegar frequentemente aos 40ºC ou até a exceder. Com isto em mente, a melhor altura para visitar Mérida é entre março e junho ou setembro e outubro. É também aconselhável coincidir com festivais locais, como o Festival de Teatro Clássico ou a Semana Santa.



Festivais de Mérida

  • Carnaval Romano: Entre fevereiro e março, Mérida celebra o carnaval com uma série de eventos, incluindo concursos e desfiles. As celebrações culminam com o Enterro da Sardinha, uma procissão que simboliza o enterro do passado e novos começos.


  • Semana Santa: Por volta da Páscoa, Mérida acolhe uma série de procissões para a Semana Santa. Diferem-se de outras celebrações do país, pois passam por marcos deslumbrantes como o Arco de Trajano, a Ponte Romana e o Templo de Diana.


  • Emerita Lvdica: No início do verão, Mérida é transformada novamente numa cidade romana. Lutas de gladiadores, rituais tradicionais e cenas da vida quotidiana, tais como o mercado romano, são recriados.


  • Festival de Teatro Clássico: Se há um festival que não se pode perder em Mérida, é este. Todos os verões, entre julho e agosto, a cidade ganha vida com espetáculos teatrais no Teatro Romano. As representações são maioritariamente greco-latinas, mas há também espaço para outras formas de teatro, tais como concertos e exibições de filmes.


Voltar para Espanha Tours