Coisas a fazer na ilha da Madeira

Jardins exóticos, piscinas naturais de água do mar e incríveis vistas para a montanha esperam-no na Madeira.

A ilha é famosa pelo seu clima quente durante todo o ano, bem como pelo seu vinho fortificado e deliciosas frutas tropicais. Para os amantes da natureza, há caminhos pedestres conhecidos como levadas que seguem canais de irrigação e passam por miradouros dramáticos.

Quer venha num cruzeiro ou chegue de avião, o Funchal será provavelmente a sua primeira paragem. Como capital da Madeira, a cidade é uma excelente base para explorar a ilha e abriga uma variedade de atrações. Os visitantes podem alugar um carro, apanhar um autocarro local ou participar de uma visita guiada para visitar outras cidades.

Abaixo está um itinerário de 3 dias da Madeira, incluindo dicas sobre o que ver, onde comer e onde ficar. Começamos a nossa viagem no Funchal e depois dirigimo-nos para oeste e norte da ilha. Se está com intenções de permanecer na Madeira, somente para um dia, também pode verificar nossas sugestões de viagem de um dia.


Dia 1 - Funchal

Manhã - Visita mercado dos lavradores

Os frutos tropicais repousam em cestos de vime, e os pimentos de pimenta pairam sobre as bancadas deste mercado animado no coração do Funchal. Projetado pelo arquiteto Edmundo Tavares, o impressionante edifício art-deco tem sido um ponto de troca de produtos frescos desde 1940. Todos os dias, locais e visitantes vêm aqui para cheirar e provar os ingredientes únicos da ilha, como bananas ou maracujá. Enquanto a fruta toma o centro do palco, não se pode deixar de notar os azulejos que adornam as paredes e as mulheres vestidas com o tradicional desgaste madeirense. Se estiver de visita de manhã, pode assistir os peixeiros nas preparações de peixe fresco e frutos do mar locais.


 
Admire a arte de rua na Rua de Santa Maria

Do mercado, dirigimo-nos para a Rua de Santa Maria, uma das ruas mais antigas do Funchal. Datado do século XV, é famoso pela sua série de portas coloridas. A iniciativa denominada Arte de Portas Abertas começou em 2010, quando a câmara municipal convidou artistas para renovarem as portas e entradas na rua. Encontrará mais de 200 portas pintadas entre cafés e restaurantes.


Vá até o bairro monte

Depois de admirar a arte de rua, levámos o teleférico do Funchal da orla marítima até ao bairro do Monte. Em 10 minutos, chegamos à colina, com as vistas para o mar enquanto nos dirigimos para o topo. As vistas panorâmicas sobre a cidade são a primeira coisa que vai notar quando chegar ao Monte, mas há muitas mais razões para visitar esta área.

Perca-se nos Jardins Tropicais do Monte Palace, um jardim exótico repleto de esculturas, fontes e plantas tropicais.


Depois, dirija-se à Igreja da Nossa Senhora, uma igreja barroca emoldurada por uma escada íngreme. Por fim, dê um passeio até ao Parque Municipal, outro parque tranquilo rodeado de árvores centenárias e características de água.



Desfrute do Passeio de Toboggan

Podes levar o teleférico de volta para a cidade, mas decidimos apanhar um tobogã. A viagem começa perto da igreja do Monte e termina na Estrada do Livramento. Outrora usados para transportar mercadorias, os tobogãs de vime são agora uma atração turística divertida, com a visita dos visitantes até a colina abaixo. Vestidos de branco, os condutores empurraram-nos ao longo da estrada até chegarmos ao Livramento. A partir daqui, precisa apanhar um autocarro ou um táxi para o centro do Funchal.



Mapa do Itinerário do Monte


Tarde - Explore a Cidade Velha

Passamos a tarde a explorar a cidade velha do Funchal. Também conhecida como Zona Velha, é onde encontrará a maioria das atrações históricas da cidade, como a catedral e o Colégio Jesuíta.

Datada do século XVI, a entrada da catedral destaca-se com a sua mistura de azulejos expostos e paredes rebocadas a branco. Durante algum tempo foi uma das maiores dioceses do mundo, abrangendo a Madeira e outros territórios portugueses como Angola e Brasil. Entre para admirar o teto ornamentado e o altar com painéis góticos.


Da catedral, pode caminhar até a Igreja Jesuíta. Concluído em 1647, apresenta um luxuoso interior barroco com azulejos azuis e brancos, retábulos dourados e tetos pintados. Se tiver tempo, também pode subir a torre da igreja.



Vá às compras de souvenir locais

Há muitos lugares para comprar lembranças tradicionais no Funchal. Recomendamos o Armazém do Mercado, o Centro de Arte Caravel e bordal. Situado atrás do mercado dos Lavradores, o Armazém do Mercado abriga uma série de lojas boutique, cafés e um museu de brinquedos. Aqui pode encontrar uma mistura de artesanato tradicional e moderno projetado por artistas locais. O Caravel Art Center é uma galeria de arte, mas também pode encontrar alguns itens artesanais na sua loja de presentes. Por fim, há a Bordal , uma loja fundada em 1962 que vende bordados tradicionais madeirenses. Pode visitar a fábrica deles na Rua Fernão Ornelas. Eles também têm uma filial no aeroporto no caso de precisar de uma lembrança de última hora!



Junte-se a uma degustação de vinhos da Madeira

Em seguida, fomos ao Blandy's Lodge para provar um pouco de vinho local. Vinho da Madeira, ou Vinho da Madeira, é uma bebida fortificada que envelhece através do calor. Pode variar de seco a doce, e geralmente tem o sabor de caramelo e nozes assadas. Blandy's é um dos mais famosos produtores de vinho da Madeira, e pode visitar suas caves no Funchal. Juntamo-nos a um dos seus passeios à tarde e aprendemos como transformam as uvas em vinho e como as armazenam. O passeio de 45 minutos terminou com uma visita ao museu e uma amostra do vinho.



Dê um passeio pela beira-mar

Terminamos o nosso primeiro dia no Funchal com um passeio pela orla costeira. O passeio forrado a palmeiras é o lugar perfeito para tomar as vistas do oceano e as montanhas subindo acima da cidade. Começámos na marina, e depois seguimos a Avenida do Mar até à Praça do Povo.


Se está a fim, também pode parar no Parque Santa Catarina, um grande jardim público com um lago artificial, uma capela e um parque infantil.



Mapa do Tour da Tarde


Dia 2 - Pico do Arieiro, Curral das Freiras e Câmara de Lobos

Pico do Arieiro Tour

No nosso segundo dia na Madeira, fizemos uma viagem até às montanhas. De carro, demora pouco menos de uma hora a chegar ao Pico do Arieiro, o terceiro pico mais alto da ilha. Com 1818 metros de altura, oferece vistas incríveis da paisagem, especialmente num dia claro, quando se pode ver a ilha do Porto Santo. Visitámos dois miradouros da zona, o Miradouro do Juncal e o Miradouro Ninho da Manta, onde as nuvens pareciam quase tão altas como nós. A partir do Pico do Arieiro pode fazer uma caminhada até à montanha mais alta da Madeira, Pico Ruivo. A caminhada demora cerca de duas a três horas, por isso certifique-se de vir preparado.



Curral das Freiras

Do Pico do Arieiro, continuámos a oeste até ao Curral das Freiras, também conhecido como Vale da Freira. No século XVI, este era o lar de um convento, que foi como obteve o seu nome. O vale era o lugar perfeito para se esconder dos ataques piratas da época, já que é abrigado por montanhas íngremes. Atualmente as pessoas procuram as deslumbrantes vistas e para seguir os caminhos pedestres que existem na área. Antes de chegar ao centro da vila, visitámos os Miradouros do Paredão e a Miradouro Eira do Serrado. O primeiro miradouro tinha dois lados, um virado para o Funchal e outro frente ao Curral das Freiras. A Eira do Serrado também tem vista para o Curral das Freiras, mas aproxima-te um pouco mais. A aldeia em si é bastante calma, e é famosa por suas castanhas que apresentam pratos locais como sopas e bolos. Há até um festival de castanhas que se realiza em novembro.


Câmara de Lobos

Depois de explorar o Curral das Freiras, voltamos para sul para visitar Câmara de Lobos. Mesmo que não tenha carro, pode facilmente visitar esta pequena cidade piscatória. Há autocarros diretos do Funchal que demoram cerca de 20 minutos. Vale a pena vir aqui para ver os barcos coloridos descansados à beira-mar e desfrutar de uma bebida em um dos bares locais.

 
Cabo Girão Skywalk

Não muito longe de Câmara de Lobos fica o Cabo Girão Skywalk. Esta plataforma impressionante situa-se a 580 metros acima do nível do mar. É o segundo maior penhasco do mundo, oferecendo vistas panorâmicas espetaculares. Se for corajoso o suficiente, pode se aproximar da borda do penhasco, onde o piso transversal permite que os visitantes olhem para baixo na água.



Mapa do tour do dia 2


Dia 3 - São Vicente, Seixal e Funchal

Grutas de São Vicente

Para o nosso último dia, decidimos explorar a costa norte da Madeira. Começamos em São Vicente com uma visita às grutas vulcânicas. Do Funchal, demora cerca de 40 minutos a chegar a estes históricos túneis subterrâneos. O passeio inclui uma viagem pelos tubos de lava e termina no Centro do Vulcanismo, um centro interativo onde pode saber mais sobre a origem vulcânica da Madeira. A cidade também é o lar de uma igreja e uma pequena capela do século XVII esculpida numa impressionante rocha.


Seixal

A nossa próxima paragem foi o Seixal, uma cidade costeira localizada a meio caminho entre São Vicente e Porto Moniz. No caminho para lá, paramos no Miradouro do Véu da Noiva, um miradouro com vista para uma cascata que se assemelha a um véu nupcial (véu de noiva) à medida que cai.


À medida que se aproxima da aldeia, encontrará vários locais para nadar, incluindo duas praias: Praia do Porto do Seixal e Praia da Laje. Se continuar na estrada, acabará nas piscinas naturais, com as suas águas cristalinas convidativas e arcos rochosos. Mesmo que não vá sairá na água, vale a pena vir aqui para admirar a paisagem natural.



Funchal

À tarde, voltámos ao Funchal e visitámos o Jardim Botânico da Madeira. Pode chegar aqui através de teleférico do bairro monte, apanhar um autocarro ou dirigir direto para lá se tem um carro. Estendendo-se por mais de 80.000 metros quadrados, os jardins apresentam uma variedade de plantas, desde cactos a arbustos coloridos e árvores exóticas. Além disso, tem vistas fantásticas sobre a cidade enquanto está numa colina.


Para terminar a nossa viagem à Madeira, fomos a um bar local e experimentámos um copo de Poncha. É outra bebida típica da ilha feita com aguardente, açúcar, mel e laranja ou sumo de limão. Há vários bares no Funchal que o servem, mas sugerimos um no Bar Número Dois.


Mapa do tour do dia 3


Outras viagens de dia na Madeira

LESTE

  • Caniço - Caniço é uma cidade costeira com uma série de praias de seixos. A maioria dos visitantes vem aqui para ver o Cristo Rei, uma estátua de Cristo alta que fica na borda da Ponta do Garajau. Esta famosa atração turística faz parte dos circuitos dos autocarros turísticos hop-on-hop-off, por isso é fácil de alcançar mesmo sem carro. Há também um centro de mergulho e uma escola de surf na área.


  • Machico - Machico tem uma das poucas praias de areia dourada da Madeira. Além da natação, há muitas atividades para fazer na área, incluindo golfe, observação de baleias e caminhadas. Os melhores pontos de vista de Machico são a Ponta de São Lourenço e o Pico do Facho. Outras atrações incluem uma igreja e um museu de baleias.
  • Porto da Cruz - Porto da Cruz é uma aldeia tranquila dentro do distrito de Machico. Vale a pena vir aqui para visitar a fábrica de cana-de-açúcar e admirar as vistas de Fortim do Pico e Penha d'Águia. Ribeiro Frio - Esta pequena cidade situa-se no meio de encostas de montanha exuberantes. Marca o início de muitos percursos pedestres, incluindo a Vereda dos Balcões, um dos caminhos mais fáceis da ilha. Tal como a maioria das levadas, segue a ribeira de água da ilha, de passagem por uma quinta de trutas e ao terminar num incrível miradouro, com vista para o vale da Ribeira da Metade e para as serras do Pico do Arieiro e pico Ruivo.


  • Levada Walks - Levada do Caldeirão Verde e Levada do Rei. O primeiro começa na floresta das Queimadas e passa por falésias e túneis até chegar ao vale de São Jorge. O segundo começa em São Jorge e termina junto ao ribeiro bonito. Nas proximidades há um moinho de água que funciona há mais de 300 anos. 


OESTE

  • Paul da Serra - Paul da Serra é um planalto localizado no lado oeste da ilha. O seu pico mais alto é o Pico Ruivo, que se situa a 1640 metros acima do nível do mar. A partir deste ponto de vista, pode capturar as vistas sobre as montanhas e o vale. Muitos caminhos pedestres começam nesta área, incluindo a famosa Levada das 25 Fontes, que passa por uma série de nascentes naturais.

  • Calheta - Esta extensão costeira no sul da Madeira é um local popular entre os surfistas. Tal como Machico, a praia da Calheta apresenta areias douradas importadas. Nesta área, também encontrará Engenho da Calheta, um moinho de cana-de-açúcar ativo, e um museu de arte moderna.

  • Porto Moniz - Outro lugar que vale a pena visitar na costa oeste é o Porto Moniz. Situada perto do Seixal, esta aldeia é conhecida pelas suas piscinas naturais aninhadas entre rochas. Do Funchal, demora cerca de uma hora a conduzir ali, ou pode seguir a estrada de Santana para um percurso mais cénico. Antes de sair, experimente algumas lapas grelhadas.


Porto Santo

Porto Santo é outra ilha pertencente ao Arquipélago da Madeira. Se está com intenções de passar alguns dias na região, vale a pena fazer uma visita a esta pequena ilha famosa pelas suas praias imaculadas e águas cristalinas. Pode voar diretamente de Lisboa ou se já está no Funchal apanhe o ferry que demora cerca de 2 horas.


Onde comer na Madeira

  • A Confeitaria - Esta é uma cadeia de padarias no Funchal, onde pode tomar um café e experimentar pastelaria local. Pode comer no local ou pedir para levar.
  • Saudade Madeira - Este acolhedor café na cidade velha serve deliciosas sangria e refeições leves como saladas e wraps. Também duplica como uma loja de arte, vendendo artesanato artesanal de produtores locais. Workshops de arte e sessões de jazz ao vivo também fazem parte da agenda.
  • Cidade Velha - Situado perto do forte de São Tiago, este restaurante serve uma mistura de pratos de carne e peixe. As especialidades incluem bacalhau com crosta de broa de milho e o bife de chateaubriand. Pode sentar-se dentro ou desfrutar das vistas para o mar a partir do seu terraço exterior.
  • O Avô - A primeira coisa que vai notar ao entrar em O Avô é a sua imensa coleção de lenços de futebol. Mais de 1.000 cachecóis decoram o teto deste pequeno restaurante no coração do Funchal. Os pratos variam todos os dias, mas há sempre uma opção de carne e peixe.
  • O Tasco - Aberto desde 2013, este restaurante é famoso pela sua seleção de frutos do mar frescos. Sugerimos o papagaio ou o robalo grelhado. O restaurante é muito pequeno, por isso vale a pena fazer uma reserva com antecedência.
  • Casal da Penha - Situado perto do porto do Funchal, o Casal da Penha atrai visitantes com o seu pitoresco terraço com vista para a cidade. Na ementa estão especialidades locais como bolo do caco, espetos de carne, peixe fresco e deliciosos pratos de arroz. Fica muito ocupado, por isso recomendamos reservar uma mesa.
  • Restaurante dos Combatentes - Localizado a poucos passos da catedral da cidade, este restaurante tradicional está aberto há mais de 50 anos. Espetos, frutos do mar e pratos vegetarianos fazem parte do menu, e há uma boa seleção de vinhos, também.
  • Il Gallo D'Oro - Chef Benoît Sinthon está por trás deste restaurante de duas estrelas Michelin alojado dentro do Hotel Cliff Bay. O restaurante combina cozinha ibérica e meditterana e utiliza ingredientes frescos provenientes da ilha. Pode pedir à la carte ou experimentar um dos seus menus de degustação.
  • Belmond Reid's Palace - Este hotel de 5 estrelas é um paraíso para os amantes da comida. No seu interior encontrará dois restaurantes: o italiano, Villa Cipriani, e o estrela Michelin William que oferece deliciosos pratos de frutos do mar. O hotel também é famoso pelo seu chá da tarde, servido todos os dias em um terraço ao ar livre com vista para o mar.
  • Sabores do Curral (Curral das Freiras) - Se estiver de visita ao Curral das Freiras, pode parar aqui para almoçar e admirar as vistas da montanha. As castanhas são a estrela do menu e apresentam qualquer coisa desde as entradas até à sobremesa. Recomendamos a sopa de castanha e o cheesecake.
  • Ilhéu Bistro (Câmara de Lobos) - Encontrará este bistrô minimalista na vila de Câmara de Lobos. O menu apresenta pratos tradicionais madeirenses com foco em peixe fresco. Peça um copo de vinho e veja-os preparar a sua refeição na cozinha aberta.
  • Caravela (São Vicente) - Este restaurante em São Vicente serve generosas porções de frutos do mar. As especialidades incluem lapas e polvo grelhado. Sente-se junto ao terraço e desfrute da vista do mar e das montanhas.


Bares no Funchal

  • Bar Número Dois - Este bar é um dos melhores lugares para experimentar a Poncha no Funchal. Além da versão original com aguardente e sumo de laranja, eles também têm outras variações com vodka e whisky. Também pode experimentar a nikita, um coquetel feito com sorvete, cerveja, vinho branco e suco de ananás.
  • Flair Spot Bar - Localizado na cidade velha, este é o local perfeito para os amantes de cocktails. Há mais de 200 coquetéis no menu, por isso não terá problemas em encontrar o seu favorito. Se se sentir sobrecarregado com a escolha, o pessoal irá alegremente dar-lhe uma recomendação.
  • Madeira Rum House - Como o nome sugere, este bar é especializado em rum da Madeira. Pode pedir pelo copo ou experimentar uma das suas degustações de rum. Há também outras bebidas disponíveis, incluindo uma boa gama de vinho da Madeira.
  • Fuga Cidade - Se estiver com vontade de beber cerveja artesanal local, dirija-se à Fuga Cidade. Situado perto do Jardim Municipal, oferece seis cervejas na torneira, incluindo IPAs, stouts e carregadores. Também têm garrafas de marcas nacionais e internacionais.
  • Barreirinha Bar Café - Este quiosque com vista para o oceano é o melhor lugar para se encontrar num dia de verão. Servem cocktails, poncha, cerveja artesanal e vinho, bem como um pouco de comida como brindes, saladas, cachorros-quentes e hambúrgueres. Está aberto até à meia-noite na maioria dos dias e até às 2 da manhã às sextas e sábados.


Onde ficar a pernoitar na Madeira

There is no shortage of hotels in Funchal, but you don’t need to spend your whole stay in the city. Below are four hotel recommendations, two in Funchal, one on the east coast and one on the west coast.

Porto Santa Maria​ is a four-star hotel set along Funchal’s waterfront. It’s only a few steps away from the historic centre, allowing you to explore the city's main attractions on foot. Guests have access to two pools, a spa, a fitness room and a terrace featuring a jacuzzi and incredible views over the city.

You’ll find the ​Belmond Reid’s Palace​ on the edge of a grassy cliff, overlooking the sea. Located a few miles away from the city centre, this 5-star hotel has been running for more than a hundred years. It offers all the luxury amenities, including a tennis court, a spa, an infinity pool, and a Michelin-star restaurant. Even if you’re not spending the night, we recommend coming here for their afternoon tea.

Set in Calheta, the ​Savoy Saccharum Resort & Spa​ ​is the ideal place to stay if you want to explore the west side of the island. This modern resort offers 243 rooms, and most of them feature private balconies and sea views. Guests can enjoy the three outdoor pools, the squash court, fitness club and the spa which includes a Turkish bath, sauna, and jacuzzi. The staff can also arrange a variety of activities across the island, including catamaran tours, golf, surfing or hiking.

If you’re heading to the east side of the island, we suggest staying at ​Quinta do Lorde​. ​At first sight, this Madeiran resort looks like a small village, with its cluster of houses surrounded by the sea. You can book a room here or an entire apartment if travelling with family. Facilities include a multi-sports field, outdoor pools, and even a chapel. Facing the hotel is a tiny pebble beach and a seawater pool. There’s also a small marina nearby that offers boat trips.