O Que Fazer Em Bragança, Portugal

Na região de Trás-os-Montes, logo abaixo do Parque Natural de Montesinho, encontra-se Bragança, uma cidade histórica de duas caras. Numa extremidade encontra-se o centro antigo da cidade, protegido por ameias medievais e com um castelo empoleirado numa colina; na outra extremidade encontra-se a nova cidade, com as suas casas urbanas caiadas de branco e o rio Fervença aos seus pés.

A maioria das atrações principais de Bragança estão dentro da cidadela, mas vale a pena explorar mais longe para entrar em contacto com a natureza e relaxar nas praias fluviais.

Siga-nos enquanto lhe mostramos as melhores experiências para ter em Bragança, assim como dicas sobre onde comer e onde ficar, caso decida passar a noite.


De Manhã

Entrar na cidadela de Bragança

A cidade antiga de Bragança situa-se dentro das paredes ameias de uma cidadela do século XII. Para lá chegar, terá de subir em direção à torre. No interior, encontrará uma série de restaurantes, lojas de artesanato e muitos dos pontos de referência da cidade, como o castelo. Datado do século XV, é uma das imagens de assinatura de Bragança. Hoje em dia contém um Museu Militar que apresenta uma coleção de armas, espadas e armaduras que remontam desde o período da época medieval até à época da ditadura. Depois de ver a exposição, não deixe de subir a torre de 33 metros de altura e desfrutar das vistas panorâmicas sobre a cidade e o Parque Natural de Montesinho. As muralhas estão também bem conservadas e, de lá de cima, pode caminhar à volta do centro.



Visite a Igreja de Santa Maria

A poucos passos do castelo, encontra-se a Igreja de Santa Maria. Datada do século XVI, é uma das igrejas mais velhas da cidade. Modificada ao longo dos séculos, apresenta uma mistura de estilos, desde a Renascença ao Barroco. A porta principal destaca-se com as suas duas colunas ornamentadas. Vale a pena entrar para ver o seu exuberante altar e a vibrante pintura que representa, no teto, a Assunção.



Capture a Domus Municipalis

Ao lado da igreja, encontrará a Domus Municipalis. Este edifício pentagonal é um dos poucos exemplos de arquitetura românica em Portugal. Os historiadores não têm a certeza da sua idade precisa, mas algumas estimativas apontam para o século XIII ou XIV. Acima das janelas semicirculares estão esculpidos medalhões que decoram tanto o exterior como o interior. O telhado de terracota foi acrescentado no século XX durante trabalhos de restauração.



Descubra as festividades locais no Museu Ibérico da Máscara e do Traje

Aberto desde 2007, este pequeno museu expõe coloridos trajes festivos utilizados na região de Trás-os-Montes e em Zamora, Espanha. Ao longo dos três andares, verá trajes completos usados durante o carnaval e outras festividades locais. Verá ainda uma seleção de máscaras de madeira talhadas, tudo isto enquanto ouve música tradicional.



Veja a Velha e a Nova Catedral

Estabelecida no século XVI, a Igreja de São João Batista foi a primeira catedral de Bragança. A sua porta renascentista destaca-se no meio das paredes caiadas de branco, tal como o campanário com as suas janelas arqueadas. No interior, um dourado altar barroco fica no centro do palco. Há ainda acesso a um pequeno pátio rodeado por claustros.

Em 2001, a cidade ganhou uma nova catedral, localizada a alguns passos da antiga. A Igreja de Nossa Senhora Rainha é uma igreja contemporânea desenhada pelo arquiteto Vassalo Rosa. Vale a pena entrar para ver o impressionante painel de cerâmica atrás do altar.



Mapa da Tour matinal


De Tarde

Siga o Corredor Verde do Fervença

À tarde, pode dar um passeio pelo Corredor Verde do Fervença. Este trilho verde tem dois troços: um do Castelo à Rua dos Batoques e outro de Batoques à Ponte do Fervença. Sugerimos que faça o percurso a partir da Rua dos Batoques e que o siga até ao rio. Pode parar no caminho para um piquenique ou para se sentar num banco a admirar a paisagem.



Admire a Igreja de Castro de Avelãs

Vale a pena fazer uma viagem a Castro de Avelãs, na periferia de Bragança, para ver este impressionante mosteiro beneditino. Construído por volta do século XII, ele destaca-se com as suas três capelas de abside. As paredes exteriores apresentam um padrão de arcaturas que é diferente de qualquer outro mosteiro do país. Anexada a esta estrutura proeminente está uma igreja humilde do século XVIII.


Relaxe em Albufeira do Azibo

Indo em direção para o sul de Bragança, acabará neste incrível reservatório de água. Albufeira do Azibo é uma paisagem protegida e lar a uma grande variedade de espécies de aves, desde águias a garças e cegonhas. É uma grande área para fazer observação de aves. Existem, ainda, muitos trilhos sinalizados para ciclismo e caminhadas. No Verão, os habitantes locais deslocam-se ao reservatório para nadar na Fraga da Pegada ou Praia da Ribeira, duas praias excecionais que rodeiam o lago. Também é possível alugar canoas e barcos a pedal. Se vier durante a época do Carnaval, não deixe de passar pela aldeia de Podence e de se juntar às celebrações tradicionais folclóricas.



Mapa da Tour da tarde


Outras coisas para fazer em Bragança

Se passar alguns dias na cidade, há mais lugares que pode visitar. Pode ir a outros museus como o Museu do Abade de Baçal ou o Centro de Arte Contemporânea Graça Morais.

O primeiro apresenta pinturas e artefactos religiosos, o outro é um museu de arte contemporânea dedicado à pintora portuguesa Graça Morais.

Para famílias que viajam com crianças, o Centro Ciência Viva de Bragança oferece uma variedade de jogos interactivos de ciência. Dentro do museu, há também a Casa da Seda que inclui uma exposição sobre a produção tradicional de seda na região.

Os amantes da natureza devem dirigir-se para norte e explorar o Parque Natural de Montesinho. Esta paisagem protegida estende-se por mais de 70.000 hectares e abriga vida selvagem. Lá é possível ver muitas espécies, desde o lobo ibérico nas colinas até às lontras ao longo do rio. É o local perfeito para caminhadas e passeios de bicicleta e há vários trilhos a seguir. As crianças vão adorar o Parque Biológico de Vinhais, onde podem interagir com os animais de perto.


No Verão, pode ir dar um mergulho numa praia fluvial como a Praia Fluvial de Fresulfe ou a Praia da Soeira. Dentro do parque há também algumas aldeias remotas que vale a pena visitar, como Montesinho e Rio de Onor. A primeira alberga o centro de interpretação do parque, enquanto a segunda fica mesmo no meio da fronteira com Espanha, com casas de xisto de ambos os lados do rio.



Onde Comer em Bragança

Há muitos restaurantes em Bragança onde se pode almoçar ou jantar, alguns no centro e outros mais longe. Situado em frente da antiga catedral de Bragança.

Se quiser uma refeição perto do centro, o Solar Bragancano é a sua melhor escolha. Situado em frente à antiga catedral de Bragança, este restaurante tradicional é especializado em pratos de caça, tais como javali e faisão. No Verão, pode desfrutar de um lugar no seu terraço, ao ar livre. Também na zona encontra-se O Batoque, uma pequena taberna com um menu dedicado a cogumelos. Só está aberta para jantar, mas vale a pena a visita se estiver na cidade.

Mais longe do centro, há outros três restaurantes que recomendamos: O Abel, Bela Época e O Careto. Situado na aldeia de Gimonde, O Abel é um restaurante e um hotel. Serve deliciosos pratos de carne grelhados e sobremesas caseiras, como tarte de castanha. Bela Época está escondida perto da pista de corridas de Bragança, mas vale a pena seguir nesta direção para experimentar os seus espetos de bacalhau ou carne. Finalmente, há O Careto, um restaurante localizado no Parque Natural de Montesinho onde se pode provar a Posta Mirandesa, um prato de carne típico da região.



Onde ficar em Bragança

Desde hotéis boutique a propriedades rurais rodeadas pela natureza, Bragança oferece uma variedade de opções de alojamento. Abaixo estão algumas das nossas sugestões:

  • Pousada São Bartolomeu - Empoleirada numa colina, com vista sobre a cidade, este hotel encantador oferece um restaurante e uma piscina exterior. Tem 28 quartos espaçosos, todos com varanda com vista para o castelo de Bragança, a cidade velha ou a paisagem rural. Pode ir a pé do hotel às principais atrações da cidade.
  • O Abel - Como mencionámos acima, este é um restaurante e um hotel localizado na aldeia de Gimonde, a 9 km de Bragança. Aqui existem apenas quatro quartos, todos virados para um calmo jardim com oliveiras.
  • Quinta da Boa Ventura - Se gosta de estar perto da natureza, esta propriedade rural é a escolha perfeita para si. Fica apenas a 2 km do centro da cidade, mas parece um mundo diferente. Para além de ter quartos com vista para a montanha, inclui também um campo de ténis e uma piscina exterior, ideal para um banho refrescante no Verão.
  • Uma Lagosta Perdida - Localizada no Parque Natural de Montesinho, encontrará esta casa de campo acolhedora. Contém seis quartos duplos com paredes de pedra e chão de madeira. Durante a sua estadia, pode utilizar a piscina exterior aquecida, alugar uma bicicleta ou fazer uma caminhada pelo parque. Nas proximidades há também uma escola de equitação. O pequeno-almoço e o jantar estão incluídos na reserva.

Return to Home