casa-dos-sonhos-last-remaining-weeks.jpg.png


Coisas para fazer em Évora, itinerário de 1 dia

Em Évora a História está viva, emanando por toda a cidade – é onde se encontram monumentos neolíticos e o único templo romano de Portugal.

A cidade foi fundada pelos Romanos e fortificada pelos Mouros, tendo-se tornado a residência dos reis portugueses no século XV.

Hoje, Évora é um museu ao ar livre, rodeada por monumentos históricos e por uma dezena de igrejas. A catedral de Évora tem vistas incríveis sobre a cidade, enquanto que a Igreja de São Francisco impressiona quem a visita com a sinistra Capela dos Ossos.

A maioria dos locais turísticos ficam no centro histórico, que é considerado Património Mundial da UNESCO desde 1986. É possível ver os principais pontos turísticos num só dia. No entanto, convidámo-lo a passear alguns dias extra para explorar o resto da região alentejana.

Se ainda estiver a questionar-se sobre o que fazer em Évora, criámos um itinerário que se encontra abaixo que inclui as principais atrações e outras atividades que não pode perder.



O que fazer em Évora - Pela Manhã

Comece a sua manhã em Évora com um passeio pelos locais principais da cidade. Embora haja muitas igrejas a visitar por toda a cidade, aconselhamos a não deixar escapar a oportunidade de conhecer a Igreja de São Francisco e sua Capela dos Ossos.

Depois vá se encaminhando até ao centro histórico, onde irá encontrar o templo romano de Évora. A partir daí, poderá explorar outros locais na proximidade, como o Jardim Diana ou a Universidade de Évora, uma das universidades mais antigas em Portugal.

Já que está na capital do Alentejo, não pode deixar de experimentar a gastronomia local, começando por almoçar num dos restaurantes da cidade.
Aqui está uma lista de atividades para fazer em Évora durante o seu passeio matinal.



Visite a Capela dos Ossos

Situada dentro da Igreja de São Francisco, esta capela tem paredes inteiras forradas com ossos e crânios humanos. Estes restos mortais pertenciam a monges franciscanos e foram recuperados de criptas e cemitérios ali próximos no século XVI.


Antes de entrar na capela, verá uma inscrição que diz o seguinte: "Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos". Esta frase está aqui para nos lembrar da natureza transitória da vida.


Assim que entrar, irá ficar espantado com o número de ossos expostos. Mesmo sem os contar, percebe-se que há pelo menos mil corpos nesta sala. No entanto, estes ossos não estão somente empilhados uns nos outros, também formam padrões interessantes, como se pode observar e admirar nos pilares.


Não há muita luz na sala, contribuindo para criar um ambiente sinistro.



Suba à Catedral de Évora

À medida que caminha em direção ao centro histórico, é difícil perder de vista a Catedral de Évora e as suas torres cónicas. A catedral é tão grande, que parece quase uma fortaleza à distância.

Apesar da sua construção datar do século XIII, foram precisas diversas fases para a completar. É por causa disto que irá denotar neste edifício um misto de estilos arquitetónicos, desde o Românico ao Gótico.


Todo o edifício está aberto ao público, incluindo as capelas Barrocas e os claustros Góticos. A melhor parte, no entanto, é o terraço, que tem vista sobre a cidade.

Se tiver tempo, também pode visitar o tesouro da Sé, que inclui peças religiosas raras, feitas de ouro e prata.



Admire o Templo Romano de Évora

Há ruínas romanas espalhadas por toda a cidade, mas o Templo Romano é o local mais famoso em Évora.

Construída por volta do primeiro século a.C., é uma das estruturas romanas mais bem preservadas em toda a Península Ibérica. Alguns dizem que o templo foi dedicado à deusa Diana, no entanto, não há provas que sustentem esta teoria.

Parece estranho, mas o templo nem sempre foi tão proeminente como é hoje em dia. Durante séculos, foi escondido no interior de uma fortaleza, tendo sido restaurado apenas durante a década de 1870. Esta é provavelmente a razão pela qual está em tão boa condição. Contrariamente aos tempos passados, agora é praticamente impossível sair de Évora sem admirar este esplêndido monumento histórico.



Relaxe no Jardim Diana

Depois de visitar o templo romano, faça um passeio pelo centro histórico. Primeiro, dê uma volta pelo Jardim Diana, um pequeno jardim que fica logo ao lado do templo. Tem alguns bancos para se sentar e um quiosque onde pode tomar um café.



Visite o Palácio do Cadaval

A seguir visite o Palácio do Cadaval, uma das muitas casas nobres espalhadas por Évora. O palácio tem sido a residência dos Duques do Cadaval desde o século XIV. Apesar de ser uma residência privada, organiza com frequência exposições de arte temporárias.

Lá dentro há também um restaurante, que serve comida portuguesa com um toque contemporâneo.



Admire os azulejos na Igreja dos Lóios

A poucos passos do palácio está esta igreja privada, conhecida como Igreja dos Lóios. Foi construída no século XV, incluindo entre outros uma entrada do estilo Gótico e magníficos azulejos portugueses no seu interior. Pode comprar bilhetes que incluem a visita ao palácio ou apenas para visitar a igreja.



Explore a Universidade de Évora

Continue a andar em direção à Universidade de Évora. Data do século XVI, o que faz dela uma das universidades mais antigas de Portugal, a seguir a Coimbra. O edifício mais notável da universidade é o Colégio do Espírito Santo, com a sua fachada deslumbrante e claustros que o encaminharam para um pátio sossegado. Se tiver oportunidade, certifique-se de visitar a biblioteca da universidade para admirar as belíssimas pinturas no teto.



Mapa do passeio em Évora, Portugal


O que fazer em Évora - Tarde

Agora que já riscou da sua lista os principais locais de Évora, pode aproveitar para fazer outras atividades nas proximidades da cidade.

Portugal é um dos maiores exportadores de cortiça, e uma das muitas florestas de carvalho fica a poucos quilómetros de Évora. Muitas lojas de lembranças na cidade vendem uma variedade de artigos feitos de cortiça, mas se quiser aprender mais acerca das origens destes produtos, sugerimos fazer uma visita à fábrica da cortiça de Évora.

Depois disso, por que não fazer uma viagem até às adegas? Afinal de contas, estamos no Alentejo, uma das melhores regiões vinícolas do país.

Para quem procura um pouco mais de História, há o circuito megalítico, que pode completar antes de voltar ao centro da cidade para mais uma refeição deliciosa.



Junte-se a uma visita à fábrica da Cortiça

Portugal é um dos líderes na produção de cortiça. Sugerimos visitar a fábrica de cortiça Cortiçarte, perto de Évora, para aprender sobre os diferentes níveis de qualidade da cortiça e sobre o processo de extração. É preciso fazer três rondas de extração para produzir boa cortiça e se quiser usar cortiça da mais alta qualidade o processo pode demorar até 50 anos!

Os carvalhos são árvores sagradas no país. Se tiver uma destas árvores necessita de permissão para a deitar abaixo. Caso contrário poderá receber uma multa.
Apesar das rolhas serem o produto principal, há muitas outras coisas que podem ser feitas a partir da cortiça, incluindo mobiliário e até vestuário.



Visite as Adegas de Évora

Existem várias adegas em Évora, incluindo a Adega Cartuxa, a Dona Dorinda e a Fita Preta, todas elas com oferta de sessões de degustação de vinhos.

A Adega Cartuxa é uma das mais antigas da região e data do século XX. Faça questão de provar os vinhos Pêra-Manca – esta marca de vinhos excepcionais existe desde 1990. Para além de vinho a Cartuxa também produz azeite. As oliveiras ocupam uma área de cerca de 400 hectares e estão incluídas múltiplas variedades, como a azeitona Galega e a Cordovil.

Já a Dona Dorinda especializa-se em vinhos orgânicos e a Fita Preta tem estado a recuperar castas extintas há muito, como a Alicante-Branco e a Tamarez.



Explore o circuito megalítico

Muito antes dos Romanos chegarem, Évora era um local Neolítico. O que restou deste período ainda é visível hoje num circuito que fica nos arredores da cidade.

Há dois monumentos que vale a pena conhecer e admirar nesta região: o Almendres Cromlech e o Grande Dólmen do Zambujeiro. O primeiro é uma coleção de 95 pedras de pé, constituindo um dos maiores assentamentos da Europa. Se observar perto o suficiente, também irá reparar nalgumas gravuras geométricas.


Mais a sul temos o Dólmen do Zambujeiro, que é uma câmara funerária feita somente com pedras de granito. A maioria dos artefactos encontrados aqui estão agora em exposição no Museu de Évora. Se quiser ter uma visita guiada ao circuito megalítico, pode contactar a Ebora Megalithica.



Desfrute do pôr-do-sol no Alto de São Bento

A caminho do centro da cidade, pode parar no Alto de São Bento para ver o pôr-do-sol. Este local isolado oferece vistas incríveis de Évora e do campo. Estando de pé aqui, avistam-se os campos de cortiça, as oliveiras, e até as torres da catedral à distância.



Prove a doçaria tradicional de Évora

Termine o dia na Pastelaria Conventual Pão de Rala, que vende uma variedade de bolos da pastelaria local. Com tantos doces para escolher, é difícil escolher apenas um. Porém recomendamos o Pão de Rala, um doce típico de Évora feito com amêndoas, ovos, açúcar e gila.



Mapa do passeio em Évora, Portugal





Melhores Restaurantes De Évora

Alguns dos nossos restaurantes favoritos em Évora são a Taberna Típica Quarta-Feira, o Híbrido e o Combinado. Todos eles oferecem refeições deliciosas inspiradas na gastronomia alentejana.

  • Na Taberna Típica Quarta-Feira, o chef decide o que cozinhar todos os dias, de forma a que nunca saiba o que. Só tem de escolher uma bebida e depois esperar pela refeição. Normalmente inclui aperitivos, um prato principal e uma sobremesa. Certifique-se de reservar uma mesa com antecedência e traga dinheiro consigo.


  • O Híbrido oferece um menu sazonal inspirado em antigas receitas da região. Os destaques incluem o lagostim de água doce e o porco preto.


  • O Combinado é também um ótimo restaurante tradicional em Évora. Há uma variedade de pratos no menu, incluindo carne e peixe. Se vier no verão experimente o gaspacho, que vem acompanhado por cavala frita.



Compras em Évora

Há muitas coisas que vale a pena comprar em Évora, incluindo artigos de cortiça, cerâmicas pintadas à mão e tapeçarias tradicionais.

A Rua 5 de Outubro é a principal rua de comércio em Évora. Está delineada por lojas tradicionais, o que faz dela o lugar perfeito para comprar uma lembrança. Sugerimos visitar a loja O Cesto ou Gente da Minha Terra.



Onde Ficar Em Évora

O Albergaria do Calvário é um hotel de gerência familiar situado num bairro tradicional tranquilo, muito próximo do centro da cidade. Oferece 22 quartos de hóspedes e um pequeno almoço caseiro delicioso, feito com ingredientes locais. Se trouxer carro, há uma garagem gratuita, pelo que não tem de se preocupar com despesas extra de estacionamento.


O Évora Olive Hotel junta elegancia contemporânea a charme histórico, oferecendo uma experiência luxuosa e culturalmente rica no coração da cidade.


Já o Convento do Espinheiro é um lugar repleto de história. Muitos reis e rainhas passaram por este convento, que é agora um resort de luxo. Com 8 hectares de espaço exterior, o hotel oferece uma variedade de instalações, incluindo duas piscinas, um spa, um centro de fitness e um campo de ténis.



Como ir de Lisboa a Évora

Há três formas de chegar a Évora partindo de Lisboa:

  • De comboio - Pode apanhar um comboio de Lisboa para Évora, a partir da estação de comboios de Entrecampos ou de Sete Rios. A viagem demora cerca de 1hora e 30 minutos e custa em média 12,40€ em segunda classe e 16,50€ em primeira classe. Pode encontrar mais detalhes acerca dos horários dos comboios aqui. Há descontos especiais se comprar o bilhete com antecedência.
  • De autocarro – Pode ir de Lisboa até Évora a partir da estação de autocarros em Sete Rios. A viagem demora um pouco mais do que o comboio, perfazendo cerca de 1hora e 45 minutos. Os bilhetes de autocarro custam cerca de 12€. Verifique os horários do autocarro aqui antes de ir.
  • De carro - Há uma autoestrada direta que faz a ligação entre Lisboa e Évora, por isso é fácil conduzir de uma cidade para a outra. A viagem de carro demora cerca de 1h30 minutos, dependendo do trânsito. Se trouxer o carro, poderá explorar muito mais em Évora, incluindo a fábrica de cortiça e as vinhas alentejanas. Se não tiver carro, pode sempre reservar um passeio a partir de Lisboa com um guia.


Quanto tempo deve ficar em Évora

Aconselhamos passar pelo menos um dia em Évora, para ver os locais principais, como a Catedral, o Templo Romano, e a Universidade. Um dia extra permitir-lhe-á visitar todos os museus e outros locais interessantes ali próximos, como o circuito Megalítico ou Alto de São Bento. Também é possível visitar estes dois últimos no seu primeiro dia, se trouxer carro.

Pode até passar três noites em Évora. Desta forma, terá imenso tempo para explorar a cidade, para fazer algumas viagens ao campo ou para visitar pequenas vilas como Estremoz ou Monsaraz. Não é necessário mudar de hotel, pode ficar hospedado em Évora e regressar à noite. No entanto, como referido anteriormente, recomendamos alugar um carro se quiser explorar a restante região do Alentejo.

Enquanto estiver por aqui não se pode esquecer de provar a gastronomia local e visitar as vinhas.



Passeios a partir de Évora

Se quiser fazer passeios curtos de um só dia, recomendamos visitar algumas das cidades e vilas fortificadas nas proximidades, como Elvas, Arraiolos e Estremoz.

  • Elvas: Perto da fronteira com Espanha, no leste do Alentejo, encontrará Elvas. Em meados do século XVII, esta cidade constituía a linha de defesa entre Espanha e Portugal, que queria a sua independência de volta. Elvas é famosa pelas suas muralhas fortificadas em forma de estrela. Infelizmente, só se pode ver este design de cima, através de fotografias aéreas. Ainda assim, vale a pena passear pelas ruas estreitas da cidade e visitar monumentos como o Castelo de Elvas ou o Forte de Nossa Senhora da Graça.


  • Arraiolos: Esta vila antiga fica apenas a 30 minutos de carro de Évora, por isso é um ótimo destino para fazer um passeio. Um dos locais principais da vila é o castelo de Arraiolos, que fica numa colina entre casas caiadas pintadas de branco. Se subir até aqui terá uma vista privilegiada da paisagem alentejana. Os Tapetes de Arraiolos também são um elemento importante do património desta vila. Antes de partir, não se esqueça de visitar uma das lojas tradicionais da vila, para ver estes tapetes coloridos ou até para comprar um para si.


  • Estremoz: Para uma viagem panorâmica até Estremoz, recomendamos que vá pela estrada nacional N-18. Também conhecida como "Cidade Branca", Estremoz é famosa pelo seu mármore, que está incluído em vários monumentos da cidade. Os destaques incluem o Castelo de Estremoz e a Capela da Rainha Santa.

 


Coisas para fazer com crianças em Évora

Évora está repleta de marcos históricos para visitar em família. As crianças podem aprender sobre civilizações passadas enquanto visitam os monumentos Neolíticos espalhados pelo campo. A empresa Ebora Megalithica faz visitas guiadas na zona e também realiza workshops de formas de artesanato pré-histórico, como a cerâmica e esculpir pedra. Também irá encontrar monumentos Romanos bem preservados no centro da cidade, incluindo o templo Romano e as termas escondidas no interior da câmara municipal.

Pode passar o dia a andar pelas ruas passando pelas paredes medievais da cidade ou seguindo o percurso de 8km ao longo do aqueduto. Outra alternativa é ficar pela baixa da cidade, a explorar outros locais, como a sinistra Capela dos Ossos na Igreja de São Francisco e a Catedral de Évora, onde subindo a torre tem vistas incríveis sobre a cidade. Também há alguns jardins onde pode descontrair, incluindo o Jardim Público de Évora, que tem um pequeno parque infantil e ruínas medievais falsas para as crianças brincarem. Ocasionalmente, é possível avistar pavões a andar pelo parque. Crianças mais crescidas poderão também gostar de visitar a pista de go-karts nos arredores de Évora.



Melhor altura para visitar Évora

A melhor altura para visitar Évora é por volta da primavera e do outono. O tempo tende a ser ameno, permitindo-lhe explorar a cidade com facilidade. Também há menos multidões durante estas estações. O verão pode ser bastante quente, com temperaturas a chegar até aos 30ºC, o que pode tornar difícil andar a passear pela cidade. Dito isto, é também a época alta, com bastantes eventos a acontecer, incluindo a feira anual de São João.



Festivais de Évora

  • Feira de São João: Todos os anos no final de junho Évora celebra as festas de São João. O evento acontece no Rossio de São Brás e inclui concertos, comida, feiras de artesanato e bastantes opções de entretenimento para as crianças.


Voltar à página inicial