casa-dos-sonhos-last-remaining-weeks.jpg.png

O que fazer em Valladolid, Espanha - Itinerário de 2 dias

Valladolid é uma pequena e vibrante cidade a alguns quilómetros a norte da capital, Madrid. Faz parte da comunidade de Castela e Leão e é famosa pela sua impressionante arquitetura medieval, com igrejas icónicas como a Catedral de Valladolid e praças monumentais como a Plaza Mayor.

Há também alguns museus dedicados a figuras famosas como Cervantes e Cristóvão Colombo. À noite, Valladolid ganha vida com bares e clubes repletos de estudantes.
Junte-se a nós enquanto exploramos esta cidade histórica no nosso itinerário de dois dias.

Encontrará todas as principais atrações em Valladolid, além de dicas sobre alojamento e restaurantes.



Dia 1

Pela manhã: Catedral de Valladolid

Comece o seu dia explorando um dos marcos da cidade, a Catedral de Nossa Senhora da Assunção. Esta incrível catedral foi construída no século XVI e desenhada pelo famoso arquiteto Juan de Herrera, que também criou o Escorial em Madrid. Adições mais recentes incluem a fachada, reconfigurada no século XVIII.

Vale a pena admirar o ousado retábulo da igreja criado por Juan de Juní e o ostensório processional de Juan de Arfe em exposição no museu vizinho. As visitas guiadas duram cerca de 45 minutos e incluem uma visita à catedral e à torre sineira (a torre só é acessível através de visitas guiadas). Alternativamente, pode combinar este bilhete com o museu e prolongar a sua visita até duas horas.



Palácio de Santa Cruz

Dê uma pequena caminhada até o Palácio de Santa Cruz. O palácio foi construído em 1491 para servir como sede ao Colégio Maior de Santa Cruz e tornou-se o primeiro edifício renascentista em Espanha. Durante a sua visita verá um impressionante pátio interior com um relógio guardado, uma livraria que pertenceu ao Colégio do Cardeal e um incrível jardim traseiro perfeito para um passeio matinal.



Casa-Museu de Colombo

Os entusiastas da história vão adorar uma visita à Casa-Museu de Colombo, um museu dedicado à vida de Cristóvão Colombo (conhecido como Cristóbal Colón em espanhol). O famoso explorador morreu em 1506 na cidade de Valladolid. Alojado na antiga casa do neto, Diego Colombo, o museu relata a vida e as descobertas do antepassado deste. No seu interior encontra-se uma vasta coleção de artigos, desde mapas antigos originais a exposições interativas e modelos dos seus navios. Há até uma lápide no pátio, mostrando o local onde Colombo faleceu.



Igreja de Santa María de la Antigua

Termine a sua manhã com uma visita à Igreja de Santa María de la Antigua. Há aqui um templo desde o século XI, mas o edifício atual é do século XIV. Durante a sua visita, poderá explorar os gloriosos interiores e jardins e capturar a elegante torre românica, um dos poucos vestígios sobreviventes da estrutura inicial. À volta da igreja há uma série de bares e restaurantes onde se pode desfrutar de uma bebida.



Pela tarde: Casa de Cervantes

Miguel de Cervantes, um dos autores mais famosos de Espanha, viveu em Valladolid entre 1604 e 1606, precisamente quando a sua obra-prima “Dom Quixote de La Mancha” foi lançada. A sua casa, construída no século XVI, é agora um museu dedicado à sua vida. Todos os quartos foram preservados tal como estavam quando o autor lá viveu e objetos pessoais da sua biblioteca, mobiliário e amostras das suas obras estão em exposição.



Parque Campo Grande

Depois de visitar alguns monumentos, é tempo de relaxar no Parque Campo Grande, o maior espaço verde da cidade. Aqui encontrará mais de 100 espécies de árvores e flores, juntamente com fontes e lagos. Sente-se debaixo de uma árvore ou vá passear de barco no lago central. Se tiver sorte, poderá apanhar um pavão ou dois a vaguear por aí.



Plaza Mayor

Termine o seu dia no coração do centro histórico na Plaza Mayor. Esta imponente praça destaca-se com o seu piso e edifícios de um vermelho impressionante. No centro está a Câmara Municipal, mais conhecida por Casa Consistorial. A praça é o local perfeito para um passeio noturno ou para uma bebida nos bares circundantes. Muitos espetáculos e concertos têm lugar aqui ao longo do ano.



Dia 1 - Mapa Turístico de Múrcia


Dia 2

Pela manhã: Plaza de San Pablo

Comece o seu segundo dia com uma visita à Plaza de San Pablo. Esta praça é um marco arquitetónico importante. Aqui pode-se admirar uma série de edifícios icónicos como o Palácio de Pimentel (local de nascimento do rei Felipe II de Espanha), o Palácio Real (sede da corte real espanhola de 1601 a 1606) e a Casa Museu José Zorilla. Outro local dominante na praça é a bela Igreja de San Pablo. A igreja tem uma das mais impressionantes fachadas isabelinas góticas em Espanha



Museo Nacional de Escultura

Perto da praça encontra-se o Museu Nacional de Escultura. O museu ocupa o Colégio de San Gregorio do século XV e exibe algumas das maiores coleções de escultura espanhola, desde estátuas de pedra a esculturas de madeira e retábulos. Destacam-se as obras de Alonso de Berruguete, Juan de Juní e Gregorio Fernández.



Mercado de Val

Do museu, dê um passeio até ao Mercado de Val. Este mercado histórico tem numerosas barraquinhas que vendem produtos frescos ao lado de restaurantes e bares onde se pode comer qualquer coisa. Fundado em 1892, é o mercado mais antigo de Valladolid.



Pela tarde: Igreja de San Benito

Continue o seu passeio pela cidade visitando a Igreja de San Benito. Este edifício do século XVI foi erguido sobre os restos mortais da primeira fortaleza da cidade. As características mais marcantes incluem as colunas octogonais e o seu deslumbrante retábulo.



Museu Pátio Herreriano

A ocupar um antigo mosteiro está o Museu Pátio Herreriano, um museu de arte contemporânea dedicado à arte pós Segunda Guerra Mundial. Os visitantes podem admirar as obras de Joan Miró, Antoni Tàpies, Salvador Dali e Jorge Oteíza.



Praia Las Moreras

Passe o resto da tarde a relaxar na Praia Las Moreras. Embora Valladolid não seja uma cidade costeira, há uma bela praia arenosa ao longo do rio Pisuerga, onde os habitantes locais se deliciam ao sol para escapar ao calor do verão. À noite, dirija-se ao bar da praia para beber uns copos e comer umas tapas.



Dia 2 - Mapa Turístico de Valladolid


Viagens de um dia a partir de Valladolid

  • Urueña: Com uma população de menos de 200 habitantes, esta pequena aldeia foi declarada Património Histórico-Artístico devido ao seu património medieval. Está situada a cerca de 50 quilómetros a oeste de Valladolid. Durante a sua estadia, não deixe de visitar a Muralha, o Castelo e a Igreja de Santa Maria.


  • Medina del Campo: Localiza-se a 60 quilómetros a sul de Valladolid. Muito maior do que Urueña (atingindo os 20 mil habitantes), esta cidade situa-se a 720 metros acima do nível do mar e tem uma longa história. O local mais emblemático aqui é o Castelo de la Mota do século XV, um dos castelos mais bonitos de Espanha.


  • Tordesilhas: Talvez tenha ouvido o nome desta cidade do Tratado de Tordesilhas, um tratado assinado aqui em 1494 que dividiu o mundo entre os impérios português e espanhol. Esta cidade fica apenas a 35 minutos de carro de Valladolid. Os seus locais mais emblemáticos incluem a Igreja de San Antolin, o Mosteiro de Santa Clara e as Casas do Tratado.



As melhores atividades a fazer com crianças em Valladolid

Valladolid é uma cidade pequena, o que facilita a exploração com crianças. As famílias irão desfrutar de uma visita ao Museu da Ciência de Valladolid. Instalado num antigo moinho de farinha, este museu interativo está espalhado por vários andares dedicados às descobertas científicas, desde elementos químicos aos combustíveis fósseis e às alterações climáticas. O espaço inclui também um planetário, onde se podem ver projeções regulares. Outros locais amigos das crianças incluem o Parque Campo Grande. Estendendo-se por 115 mil metros quadrados, o parque oferece muitos caminhos sombreados e um lago onde se pode andar de barco.


No verão, pode relaxar junto à Praia Las Moreras, situada ao longo das margens do rio Pisuerga. Esta praia urbana foi construída na década de 1950 e ainda hoje está ativa. As crianças podem brincar na areia e desfrutar de um mergulho nas águas calmas. Depois, pode dar um passeio ao longo do Parque Las Moreras.



Onde comer em Valladolid

Valladolid oferece uma cozinha diversificada. Uma das principais especialidades aqui é o lechazo (cordeiro). A carne é assada lentamente num forno a lenha e servida com salada. Outros pratos icónicos incluem a tortilha de chouriço, as patatas a la importancia (batatas revestidas com ovo e farinha, fritas e banhadas em caldo) e sopa de alho, normalmente servida no inverno. Abaixo encontram-se alguns dos melhores locais para comer em Valladolid:

  • La Parrilla de San Lorenzo: Situado dentro de um mosteiro do século XVI, este restaurante destaca-se com as suas paredes de pedra e os frescos no teto. Centra-se na cozinha castelhana de alta qualidade, incluindo bifes e guisados saudáveis. É o local ideal para provar cordeiro assado e leitão. Certifique-se de reservar com antecedência.


  • MQ Martín Quiroga: Vale a pena reservar uma mesa para provar uma refeição neste minúsculo gastrobar. Não há um menu fixo. Os pratos mudam de acordo com o que está na época e disponível no mercado local.


  • El Corcho: Localizado na Calle de Correos, uma rua repleta de bares de tapas, este lugar destaca-se com as suas deliciosas torradas com uma variedade de coberturas. Os croquetes são um prato imperdível.



Onde ficar em Valladolid

  • Hotel AC de Marriott Palacio de Santa Ana (5 estrelas): Localizado na periferia de Valladolid, este hotel chique está alojado dentro de um convento do século XVIII. Os quartos têm uma decoração mínima, alguns com vista para o parque. Os hóspedes têm também acesso a um restaurante tradicional, uma sala de fitness, uma piscina e um banho turco.


  • Hotel Nexus Valladolid (4 estrelas): Este moderno hotel boutique está perto de muitas das principais atrações da cidade, incluindo a Plaza Mayor e a Igreja de Santa María de la Antigua. Dispõe de 27 quartos, alguns dos quais oferecem vistas para a igreja. Além disso, os hóspedes podem aproveitar o bar de vinhos que oferece degustações regulares.


  • Hotel Recoletos (4 estrelas): A apenas alguns minutos do Parque Campo Grande, este hotel de quatro estrelas destaca-se pelo seu pátio e jardins acolhedores. Há um restaurante no local que serve o pequeno-almoço, mais um bar e salas de reuniões.



Melhor altura para visitar Valladolid

Abril a outubro é a melhor altura para visitar Valladolid. Entre julho e agosto, apanha o tempo mais seco e quente. É também nesta altura que a maioria dos turistas vem visitar Valladolid. A precipitação em abril e outubro é a mais alta, mas as temperaturas ainda são suficientemente amenas para se explorar a cidade. Janeiro é o mês mais frio aqui.



Festivais de Valladolid

  • Semana Santa: Como na maior parte da Espanha, a Semana Santa é um dos eventos mais importantes do ano e Valladolid não é exceção. A Semana Santa é celebrada entre março e abril, dependendo da primeira lua cheia da primavera, com procissões de famosos retábulos a tomar conta das ruas da cidade.


  • Nossa Senhora de San Lorenzo: A partir da primeira sexta-feira de setembro, as festas de Nossa Senhora de San Lorenzo começam com desfiles de várias associações (peñas) e com o discurso de abertura do Presidente da Câmara. Durante o dia, é possível explorar a feira local e abastecer-se com a comida vendida nas bancas de rua, enquanto as noites estão cheias de concertos e espetáculos. Tudo isto tem a duração de uma semana.


  • Festival internacional de Cinema de Valladolid: O Festival Internacional de Cinema de Valladolid (Seminci) está entre os festivais de cinema mais bem estabelecidos na Europa. Começa no final de outubro com exibições realizadas no Teatro Calderón.


Voltar para Espanha Tours