casa-dos-sonhos-last-remaining-weeks.jpg.png

Coisas para fazer em Sevilha, Espanha: Itinerário de 2 Dias

Como capital da Andaluzia, Sevilha é o ponto de entrada perfeito para quem deseja explorar o sul de Espanha. Edifícios antigos como o Alcácer Real e a Catedral, aliados à tradição do flamenco e tapas deliciosas, são algumas das atrações que atraem os visitantes a esta agradável cidade. Se está à procura do que fazer em Sevilha, este roteiro de dois dias ajudá-lo-á a aproveitar ao máximo a sua visita. Nele encontram-se as melhores atrações da cidade e espetáculos de flamenco, além de dicas sobre onde comer e onde ficar.



Dia 1


Manhã: Real Alcázar de Sevilha

Comece o seu passeio por Sevilha com uma visita ao Real Alcázar. Ao entrar neste palácio real, vai com certeza maravilhar-se com a sua impressionante arquitetura Mudéjar. Estabelecido como forte no século X, ganhou ainda mais charme com a adição do Palácio do Rei Dom Pedro no século XIV. Agora aberto aos visitantes, tornou-se um dos pontos turísticos mais icónicos da cidade e fez inclusive uma aparição na série Guerra dos Tronos. Para evitar a espera na fila, certifique-se de reservar o seu bilhete com antecedência online. Assim que chegar ao palácio, demore o seu tempo a passear pelos seus extensos jardins e fique de olho nos pavões.



Hospital Los Venerables

Continue o seu passeio até ao Hospital los Venerables, passando pela Plaza Alfaro para ver uma varanda que alguns dizem ter inspirado a cena de Romeu e Julieta de Shakespeare. Antes um hospital de caridade para padres, Los Venerables alberga agora um pequeno museu com pinturas de Velázquez e outros artistas espanhóis. Também vale a pena visitar a capela para admirar os seus frescos coloridos que decoram as paredes de cima a baixo.



Plaza Del Cabildo

Depois de visitar o hospital, siga para a Plaza del Cabildo. Localizada a poucos passos da catedral da cidade, esta praça escondida oferece um refúgio tranquilo das multidões. As colunas brancas formam uma série de arcadas decoradas com frescos, enquanto no lado oposto se encontram os vestígios de uma parede almóada. É um pátio privado, por isso fecha à noite.



Tarde: Xerez, Almoço e Siesta

Embora Jerez seja o berço do xerez, também é bastante popular em Sevilha. Antes do almoço, beba um copo deste delicioso vinho fortificado na Casa Morales. Este bar local, fundado em 1850, oferece um ambiente tradicional com balcões de madeira e tanques de xerez de terracota. Além do xerez, eles também servem montaditos, que são mini sanduíches. Pode comer algo aqui ou seguir uma das nossas recomendações na secção "onde comer" deste artigo. Quando terminar, pode sempre voltar ao hotel para uma pequena sesta. Lembre-se de que a maioria dos negócios em Espanha fecha entre as 14h00 e as 17h30.


Real Maestranza De Caballería De Sevilla (Plaza Del Toros)

A Real Maestranza é a icónica praça de touros de Sevilha e uma das mais antigas de Espanha, remontando a 1761. Não precisa de comparecer a um evento aqui para apreciar a sua charmosa fachada barroca e a grande arena. O bilhete dá acesso ao museu que mostra a história das touradas, com trajes e pinturas tradicionais. Há também uma pequena capela onde os toureiros rezam antes de entrar no picadeiro.



Barrio De Triana

Da Plaza del Toros, caminhe em direção ao rio e atravesse a ponte Isabel II. É na outra extremidade que encontrará o bairro de Triana, uma animada área famosa entre toureiros, dançarinos de flamenco e artistas de cerâmica. Comece por visitar o Mercado de Triana, um mercado de comida repleto de barracas coloridas que vendem de tudo, desde frutas e vegetais a marisco e especiarias. Perto encontra-se a Plaza del Altozano, onde pode tirar uma foto com a estátua de uma dançarina de flamenco.


Em seguida vá para o Centro de Cerâmica para aprender mais sobre a indústria de azulejos de Sevilha e, depois, dê uma olhadela nas lojas de cerâmica na Calle Castilla para comprar uma lembrança. Outras ruas que vale a pena explorar são a Calle Pureza e a Calle Bettis ao longo do rio.



Espetáculo de flamenco

Se quer ver flamenco, Sevilha é o lugar para estar. Há muitas maneiras de vivenciar esta apaixonante dança e música espanhola. Os artistas de rua costumam reunir-se no exterior da catedral, os bares locais oferecem espetáculos espontâneos, mas para uma apresentação tradicional, é melhor visitar um tablao. Estes pequenos espaços oferecem espetáculos intimistas onde o público se encontra perto dos dançarinos e guitarristas. Alguns dos melhores lugares para ver flamenco em Sevilha são La Carbonería, Casa de La Memoria e Casa del Flamenco. Se estiver a viajar com crianças, pode também visitar o Museo del Baile, onde pode assistir a um espetáculo, aprender mais sobre a história do flamenco e até ter aulas. Qualquer que seja a sua escolha, certifique-se sempre de reservar com antecedência e chegar cedo para conseguir um lugar perto do palco.



Mapa de atrações de Sevilha para o dia 1


Dia 2


Manhã: Catedral de Sevilha e Torre Giralda

Outra visita obrigatória em Sevilha é a catedral construída entre 1434 e 1517. Este Património da UNESCO é a maior catedral gótica do mundo, e vai sentir-se muito pequeno ao lado dela. É também o lar do túmulo do famoso explorador Cristóvão Colombo. Dê um passeio à volta da catedral e, em seguida, suba até à torre do sino da Giralda para uma vista panorâmica da cidade. Esta torre do século XII costumava ser o minarete da Grande Mesquita de Sevilha e destaca-se contra a catedral com a sua arquitetura de estilo mourisco. Além disso, parte da antiga mesquita é o Patio de los Naranjos, um pátio encantador rodeado por laranjeiras. Se sabe quando planeia visitar, sugerimos reservar os bilhetes com antecedência para evitar filas.



Museo De Bellas Artes

Depois de visitar a catedral, pode ir ao Museo de Bellas Artes. Situado dentro de um antigo convento, é um dos melhores museus de arte de Espanha. Aqui encontrará uma variedade de pinturas e esculturas que vão do século XV ao século XX. Há também uma secção de pinturas religiosas do século XVII, conhecida como Idade de Ouro de Espanha. Velázquez, Gonzalo Bilbao e El Greco são alguns dos artistas aqui expostos.



Plaza Del Salvador

A Plaza del Salvador é uma praça dinâmica no centro histórico de Sevilha, repleta de bares e restaurantes. Deve o seu nome à igreja do século XVII em frente a ela. À primeira vista, a igreja El Divino Salvador destaca-se com a sua fachada maneirista vermelha e branca, mas por dentro há um impressionante interior barroco com retábulos dourados ornamentados. Se já visitou a catedral, o mesmo bilhete também dá acesso a esta igreja. Também pode comprar um bilhete aqui primeiro e depois usá-lo para evitar a fila na catedral.



Casa De Pilatos

Continue para a Casa de Pilatos, uma bela mansão que ainda é a casa dos Duques de Medinaceli. Datada do século XV, combina elementos mudéjar, góticos e renascentistas, tornando-se uma miniamostra do Alcázar de Sevilha. Não deixe de visitar o andar superior para admirar os azulejos coloridos e olhe para cima para ver os artesonados, tetos de madeira decorados com padrões intrincados.



Universidade de Sevilha: Real Fábrica de Tabacos

Da Casa de Pilatos, são 15 minutos a pé até à Universidade de Sevilha. Este imponente edifício do século XVIII já foi o lar da Real Fábrica de Tabacos, uma das antigas indústrias em expansão da cidade e a primeira fábrica deste tipo na Europa. Atualmente, as pessoas vêm aqui para admirar a arquitetura barroca, mas também como uma homenagem à ópera de Bizet, Carmen, já que foi aqui que a história de ficção aconteceu. A universidade está aqui desde 1950 e encontra-se entre os maiores edifícios de Espanha. Pode explorar o local como quiser ou obter um guia de áudio no átrio da entrada principal para saber mais sobre a história do edifício.



Tarde: Plaza De España

À tarde, faça um passeio até à Plaza de España. Esta praça extravagante foi projetada por Aníbal González para a Feira Mundial de 1929. Hoje é um dos pontos turísticos mais icónicos de Sevilha. Dê um passeio em redor da praça e maravilhe-se com as fontes, pontes e impressionantes painéis de azulejos que representam as províncias espanholas. Também pode alugar um barco para remar ao longo dos canais ou assistir a artistas de rua exibindo as suas habilidades de flamenco.



Parque de María Luisa

A Plaza de España faz parte do Parque de María Luisa. Com 34 hectares, é o local ideal para fugir do calor da cidade no verão. Outros edifícios dignos de nota dentro do parque incluem o aquário, o Museu de Artes e Costumes Populares e o Museu Arqueológico, que alberga esculturas romanas e mosaicos. Também encontrará uma série de jardins paisagísticos, lagos e caminhos arborizados que pode explorar a pé ou de bicicleta.



Palacio De San Telmo

Perto do parque fica o Palácio de San Telmo, um edifício que teve muitas vidas ao longo dos anos. Fundado no século XVII, foi inicialmente construído como parte da Universidade dos Navegantes, daí o nome de San Telmo, padroeiro dos navegadores. Posteriormente serviu de palácio real, até que a princesa María Luisa doou o edifício à igreja. Em 1989, tornou-se a sede do governo da Andaluzia, e aqui permanece até hoje. É difícil não parar em frente a este local histórico, com a sua impressionante fachada vermelha e amarela e um portão de estilo barroco projetado pelo arquiteto Leonardo de Figueroa. Não se esqueça de olhar para cima para descobrir a estátua de San Telmo. Para ver o interior é necessário agendar uma visita com antecedência.



Metropol Parasol, também conhecido como Las Setas

Termine a sua viagem com uma visita ao Metropol Parasol. Projetado pelo arquiteto alemão Jurgen Mayer, este complexo moderno tem uma estrutura única que lembra cogumelos enormes, daí o seu apelido local de Las Setas.  A sua cobertura sinuosa é um dos melhores locais para assistir ao pôr do sol em Sevilha. Certifique-se de vir um pouco mais cedo para evitar a fila para o elevador. Mesmo se perder o pôr do sol, ainda poderá ver vistas espetaculares da cidade à noite. O edifício também alberga um museu, cafés e um mercado de comida.


No caminho para Las Setas, pode passear ao longo do rio e ver o Toro del Oro, uma torre de vigia construída no século XIII.



Mapa de atrações de Sevilha para o dia 2


Outras coisas para fazer em Sevilha

  • Alameda de Hércules: Esta praça é o coração da vida noturna de Sevilha. Quando o sol se põe, turistas e artistas vêm aqui para se divertir um pouco. Há uma série de bares de tapas, além de discotecas e casas de espetáculos que recebem jazz ao vivo. No início da praça encontram-se duas colunas romanas com as estátuas de Júlio César e Hércules.


  • Palacio de la Condesa de Lebrija: Vale a pena visitar este palácio do século XVI para admirar o seu design eclético. Aqui os mosaicos romanos fundem-se com o pátio Múdejar e detalhes renascentistas. O palácio deve o seu nome à condessa de Lebrija, uma arqueóloga que renovou a casa em 1914. Lá dentro encontrará uma coleção de itens recolhidos durante as suas viagens, incluindo vários vestígios romanos.


  • Iglesia de San Luis de los Franceses: Dedicada ao rei Luís IX de França, esta igreja foi concluída no século XVIII. É uma das obras-primas do barroco de Sevilha, com retábulos dourados e pinturas elaboradas no teto.


  • Palacio de las Dueñas: outrora a casa da Duquesa de Alba, este palácio do século XV está agora aberto a visitantes. A maior parte do edifício apresenta um estilo renascentista, mas também existem elementos góticos e mouriscos. Dê um passeio pelos jardins coloridos e, em seguida, entre para admirar a exposição de pinturas, tapeçarias e memorabília de touradas.


  • Tour de tapas: Existem mais de 3000 bares de tapas espalhados por Sevilha. Participar num tour gastronómico é uma ótima maneira de experimentar alguns dos pratos icónicos da cidade de uma só vez. Organizámos o tour Tapas Espanholas, Xerez e Descoberta da Cultura em Sevilha, que inclui tours de tapas, um espetáculo de flamenco e muito mais.


Melhores coisas para fazer com crianças em Sevilha

Não faltam atividades para as crianças em Sevilha. Algumas coisas que elas podem desfrutar do roteiro acima são escalar a Torre Giralda, avistar pavões no Real Alcázar e alimentar patos ou andar de bicicleta no Parque de María Luisa. Perto do parque fica o aquário de Sevilha, onde as crianças podem admirar milhares de criaturas, incluindo tubarões, polvos gigantes e caranguejos-aranha. Também pode alugar um barco a pedais perto da Plaza de España ou embarcar num cruzeiro de barco se o tempo não estiver bom.

Para os mais velhos, esta é também uma oportunidade de experimentar uma cozinha diferente. Além das tapas, podem experimentar doces tradicionais como churros com chocolate quente ou torrijas, semelhantes às torradas francesas.

Outras atrações nas proximidades incluem o parque de diversões Isla Mágica ou a versão em parque aquático Aqua Mágica, a que pode chegar de carro ou transporte público.

Para os visitantes que viajam no verão, vale a pena reservar um hotel com piscina para se refrescar.



Passeios de um dia a partir de Sevilha

  • Carmona: Demora apenas meia hora a chegar a Carmona, tornando este sítio perfeito para uma viagem de um dia saindo de Sevilha. Esta cidade fortificada está repleta de edifícios históricos, incluindo uma necrópole romana e um Alcázar mouro. Depois de ver os pontos turísticos, pode passar o dia saltando entre bares de tapas.


  • Córdoba: outrora o centro da Espanha islâmica, Córdoba é o lar de alguns dos edifícios mais emblemáticos da Andaluzia. Entre eles encontra-se a Mezquita, que começou como uma mesquita do século VIII e mais tarde foi convertida em catedral. Outras atrações de destaque incluem o Alcázar e os coloridos pátios da cidade. Pode apanhar o comboio de alta velocidade AVE de Sevilha a Córdoba, que leva cerca de 45 minutos.


  • Cádis: Se quiser uma pausa na praia, vá até Cádis. A praia de La Caleta é a mais próxima do centro, mas existem muitas mais em toda a península. Além das suas praias imaculadas, esta cidade portuária também possui marcos históricos e restaurantes de marisco de qualidade. Vale a pena vir aqui em fevereiro para assistir às animadas celebrações do Carnaval. De Sevilha, o comboio leva cerca de 1h40.


  • Jerez e Arcos de la Frontera: Jerez de la Frontera é o berço do vinho xerez, uma bebida fortificada produzida exclusivamente na região da Andaluzia. Entre as degustações de vinho, pode explorar o centro histórico e visitar o Alcázar do século XI. Jerez também é famoso pelo seu património equestre. Se tiver tempo, não deixe de conferir o espetáculo de cavalos dançantes na Real Escuela Andaluza. Existem comboios regulares de Sevilha para Jerez que demoram entre 1 hora e 1h30. Se for de carro, no caminho pode parar em Arcos de la Frontera, uma pequena cidade branca com incríveis vistas sobre o rio Guadalete.


  • Ronda: Ronda atrai visitantes com a sua paisagem impressionante. A cidade fica na extremidade de uma ravina profunda no meio das montanhas Serranía de Ronda. Para capturar estas vistas incríveis, atravesse a Puente Nuevo, uma ponte do século XVIII que separa a cidade velha da nova. Outro destaque é a Plaza de Toros, uma das praças de touros mais antigas de Espanha. Ronda fica a duas horas de carro de Sevilha, mas também há ligações de autocarro.


  • Zahara de la Sierra: A meio caminho entre Sevilha e Ronda, encontrará Zahara de la Sierra. Demora cerca de 1h30 a chegar a esta pequena aldeia entre as montanhas de Grazalema. O castelo acima da colina tem vista para um lago e para as casas caiadas de branco da cidade. Nas proximidades fica a Garganta Verde, um desfiladeiro espetacular ao longo do rio Bocaleones que tem mais de 100 metros de profundidade. No fundo da ravina há uma pequena caverna conhecida como Cueva de la Ermita. Precisa de uma licença para seguir o trilho da Garganta Verde, que pode ser adquirida gratuitamente no centro de visitantes El Bosque. A área está geralmente fechada durante a época de verão para evitar incêndios florestais.

  • Itálica: as ruínas romanas de Itálica ficam a 20 minutos de carro a norte de Sevilha, perto do rio Guadalquivir. Este foi o primeiro povoamento romano no sul de Espanha, estabelecido em 206 AC, e um dos maiores do Império. Uma visita guiada irá levá-lo através do anfiteatro e mostrar-lhe as ruas e casas desta antiga cidade. Fique atento aos impressionantes mosaicos da Casa de los Pájaros, Edificio de Neptuno e Casa del Planetario.


  • Setenil de las Bodegas: Esta cidade peculiar é famosa pelas suas pitorescas casas-caverna construídas nas falésias. O castelo na colina é uma antiga fortaleza árabe e a sua torre de menagem oferece uma vista deslumbrante da cidade e da paisagem circundante. As ruínas de Acinipo e o seu teatro romano também estão localizados nas proximidades.



Onde Comer em Sevilha

Uma das melhores formas de conhecer Sevilha é através da sua gastronomia. As tapas aqui não são apenas uma refeição, mas uma forma de socializar, onde as pessoas saltam de bar em bar. A ideia é provar um ou dois pratos e depois passar para o bar seguinte. Abaixo estão alguns dos melhores lugares para comer em Sevilha:


Para o pequeno-almoço

  • La Cacharreria: Este é um dos melhores lugares para tomar o pequeno-almoço em Sevilha. Bolos, torradas e taças de muesli são algumas das coisas que encontrará no menu aqui. É um lugar pequeno e muito movimentado, mas vale a pena esperar.
  • Bar Alfalfa: No Alfalfa, pode experimentar um clássico pequeno-almoço sevilhano. Servem uma variedade de tostadas (pão torrado), mas o destaque é a Andaluza feita com tomate e presunto. Para uma experiência completa, peça uma chávena de café con leche (café com leite).


Para o Almoço e Jantar

  • Bodeguita Romero: Aqui pode experimentar uma variedade de tapas tradicionais. Entre as favoritas está o montadito de pringá, uma minúscula sanduíche recheada com suculentos pedaços de porco e morcela.
  • La Brunilda: Este pequeno bar encanta os visitantes com as suas tapas inovadoras com combinações inusitadas. Experimente a salsicha butifarra servida com vieiras e puré de couve-flor.
  • Cañabota: Se quiser presentear-se com uma refeição de marisco, Cañabota é o lugar certo. Aqui pode saborear pratos sevilhanos clássicos com um toque moderno. Também oferecem uma grande seleção de vinhos e xerez para complementar a refeição.
  • Freiduria La Isla: Este bar familiar é o lugar perfeito para provar peixe frito em Sevilha. Eles servem de tudo, desde cazón (cação) a minúsculos boquerones (anchovas).
  • Abacería de San Lorenzo: As abacerías são um misto de mercearias e bares, onde pode degustar os produtos e levá-los para casa. O menu do San Lorenzo inclui uma variedade de queijos locais, conservas e produtos de charcutaria, bem como pratos cozinhados que mudam todos os dias.
  • con Tenedor: Este restaurante slow food serve cozinha orgânica deliciosa com curadoria do chef Ricardo Rodríguez. Os destaques são o patê caseiro e os pratos de arroz.


Mercados de comida

Triana, Mercado de la Encarnación e Mercado de la Feria. Neste último, não deixe de visitar La Cantina para degustar peixe grelhado e marisco.

Para uma degustação de xerez: encontrará xerez em quase todos os bares de Sevilha, mas para ter a melhor experiência, dirija-se a uma destas tabernas tradicionais: Casa Morales ou El Rinconcillo.

Nota: Antes de sair para comer em Sevilha, convém saber os horários das refeições. Os restaurantes geralmente abrem para o almoço entre as 13h00 e as 16h00, e para o jantar entre as 20h00 e a meia-noite.


Onde Ficar em Sevilha

De hotéis boutique a palácios luxuosos, aqui estão alguns dos melhores lugares para ficar em Sevilha:

  • Hotel Amadeus (3 estrelas): Este hotel de gerência familiar é a escolha perfeita se deseja ficar perto das principais atrações da cidade. Música é o tema aqui, e notará isso assim que entrar. O telhado oferece uma vista esplêndida da catedral de Sevilha e possui uma série de instrumentos com que pode tocar.

  • Hotel Casa 1800 (4 estrelas): Situado num palácio do século XIX, este hotel fica apenas a alguns passos da catedral. Os quartos são iluminados e rústicos, e alguns oferecem varanda com jacuzzi. Também há uma piscina no terraço para se refrescar no verão.

  • Hotel Gravina 51 (4 estrelas): Situado perto do Museo de Bellas Artes, este hotel destaca-se pelos seus pátios coloridos em estilo mourisco. Existem quartos duplos e triplos, bem como um apartamento que pode acomodar até quatro pessoas.

  • Hotel Alfonso XIII (5 estrelas): Nomeado em homenagem a um rei espanhol, este hotel de 5 estrelas foi criado para alojar figuras internacionais durante a Exposição de Sevilha de 1929. Atualmente atrai visitantes de todo o mundo com a sua impressionante arquitetura mourisca. Aqui pode experimentar a autêntica cozinha andaluza, mergulhar na piscina exterior ou dar um passeio pelos jardins.

  • Palacio Bucarelli (Aparthotel): para quem procura um ambiente mais íntimo, este hotel situado num palácio do século XVII oferece uma série de apartamentos e penthouses com cozinha. Fica a poucos passos da Isla Mágica e do Mercado de Feria, um dos mercados de comida mais antigos da cidade. Há também um pequeno pátio com piscina.


Melhor altura para visitar Sevilha

A melhor altura para visitar Sevilha é durante a primavera (entre março e maio) ou no outono (entre setembro e novembro). O tempo ainda estará claro e ensolarado, mas há menos multidões, logo as taxas são um pouco mais baratas. Os verões em Sevilha podem ser muito quentes, o que torna mais difícil explorar a cidade a pé. Também há mais turistas nesta época, o que faz aumentar os preços das acomodações. Se visitar na primavera, verá inclusivamente alguns dos festivais mais famosos da cidade, como a Feria de Abril e a Semana Santa.



Festivais de Sevilha

  • Semana Santa: Para celebrar a Semana Santa, Sevilha acolhe uma série de procissões que começam no Domingo de Ramos e vão até à Páscoa. As irmandades locais carregam carros alegóricos com grandes estátuas religiosas, e a multidão segue ao longo do caminho entre a Calle Sierpes e a Catedral.


  • Feria de Abril: Apenas duas semanas após a Semana Santa, a cidade recebe a Feria de Abril. Este festival de uma semana acontece todos os anos num recinto de feiras em Los Remedios. Conte com muito xerez, dança flamenca e fogo de artifício.


  • Velá de Santiago e Santa Ana: Na última semana de julho, os moradores de Triana organizam esta pequena festa em homenagem à padroeira do bairro. A maioria das pessoas reúne-se na Calle Betis para comer tapas e desfrutar das apresentações improvisadas de flamenco. Fique de olho no La Cucana, uma competição em que os participantes têm de caminhar por um poste gorduroso (colocado sobre o rio) e apanhar uma bandeira na extremidade para ganhar um prémio.


  • Bienal de Flamenco: Sevilha vive e respira flamenco, portanto não é surpresa que tenha sido o local escolhido para a Bienal de Flamenco. É realizada em setembro e reúne alguns dos melhores artistas de flamenco do mundo. Os eventos acontecem em diferentes teatros da cidade.


Voltar para a Viagem de Carro a Andaluzia